Pesquisas da Unilab são apresentadas durante I Encontro de Iniciação Científica

Estudantes e professores apresentam trabalhos

34 estudantes envolvidos, entre bolsistas e voluntários, 17 professores e 19 trabalhos apresentados. Esse é o resultado do Programa Institucional de Bolsas Iniciação Científica (Pibic) da Unilab, desenvolvido no ano 2011 – 2012, apresentado durante o I Encontro de Iniciação Científica, que aconteceu neste dia 29 de agosto. O Pibic é ligado à Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Extensão (Proppge).

Estudos foram avaliados por pesquisadores convidados

Os estudantes bolsistas e os professores orientadores mostraram as etapas, o funcionamento, os objetivos e os resultados das pesquisas realizadas nas áreas de Desenvolvimento Rural, Humanidades e Letras, Tecnologias e Desenvolvimento Sustentável, Saúde Coletiva e Administração Pública. Para avaliar os projetos, o encontro recebeu a presença de quatro consultores pesquisadores nível 1A da Capes, Tânia Macedo (USP), Jacques Therrien (UECE), Manassés Fonteles (UECE) e Paulo Teixeira (UFMT).

Reitor Paulo Speller

O evento teve início com a mesa de abertura, em que estiveram presentes o reitor Paulo Speller, a vice-reitora Maria Elias, pró-reitores, professores e estudantes. Na ocasião, o reitor Paulo Speller parabenizou as pesquisas e destacou o papel desempenhado pela pró-reitora da Proppge, Stela Meneghel. “A pesquisa é uma maneira de produzir conhecimento além da sala de aula. É um estímulo para os estudantes e professores. A Universidade vai continuar o seu trabalho em busca de recursos e oportunidades para a formação de novos pesquisadores”, disse o reitor.

Coordenador de Pesquisa e Pós-Graduação da Proppge, Áurio Lúcio Leocádio da Silva

O coordenador de Pesquisa e Pós-Graduação da Proppge, Áurio Lúcio Leocádio da Silva, falou que a iniciação científica vem ganhando fôlego dentro da universidade. “A pesquisa é vista como fundamental para a Unilab e esse encontro é de grande significado já que os estudantes estão apresentando trabalhos realizados durante um ano de estudos. Também é um incentivo para que a comunidade acadêmica produza conhecimento foram da sala de aula, por meio de projetos”, disse. Ele enfatizou ainda o aumento do número de pesquisas e bolsas para a edição Pibic 2012 – 2013.

Professor convidado para o encontro, Jacques Therrien

O professor da Universidade Estadual do Ceará (UECE) e avaliador convidado, Jacques Therrien, ressaltou a importância da pesquisa para o aluno e para o educador. “O pesquisador se torna mais curioso, mais questionador e busca explicações. Esse perfil é importante para a atuação em qualquer área do conhecimento. A pesquisa forma um cidadão que lê o ambiente e constrói a sua própria história”, explicou Jacques.

Grupo de professores orientadores

Ednângelo Duarte apresenta trabalho para o avaliador, Paulo Teixeira

Após a mesa, os bolsistas e avaliadores seguiram para área de exposição de trabalhos. Ednângelo Duarte, estudante de Agronomia, participou da pesquisa sobre o cultivo de morangos na região litorânea cearense, com a orientação da professora Albanise Barbosa. “O trabalho é inspirador e um desafio diário. Este encontro está sendo uma oportunidade ímpar porque estamos no meio de grandes pesquisadores. Quero continuar na área da pesquisa e seguir em frente”, disse o aluno que já apresentou trabalhos em dois grandes eventos nacionais.

Ylane de Araújo apresentou trabalho na área de educação

Ylane de Araújo cursa Administração Pública e desenvolveu um estudo na área de educação, analisando a integração entre a universidade e a comunidade local. “Eu descobri como é o trabalho de pesquisa e passei a ter maior interesse pelo desenvolvimento da região onde moro, que é o Maciço de Baturité, principalmente na área de educação, além de fazer com que outras pessoas conheçam a Unilab”, afirmou a aluna.

Professor George Mamede ao lado dos dois bolsistas da pesquisa

Durante o encontro, o coordenador e professor da área de Tecnologias e Desenvolvimento Sustentável, George Mamede, estava acompanhando os dois bolsistas do estudo sobre o açude Acarape do Meio. “Sou apaixonado pela pesquisa porque a gente vê as aplicações do que está sendo visto em sala de aula na prática. É muito interessante porque o aluno e o professor vão a campo, analisam os procedimentos e veem na realidade como funciona”, informou George.

Kessiane Freitas

Kessiane Freitas, estudante do curso de Enfermagem, desenvolveu um estudo sobre a saúde cardiovascular de crianças de 6 a 12 anos em uma escola de Redenção. “É um grande aprendizado. Aprimorei meus conhecimentos por meio das leituras, além de ter feito um trabalho relevante para a comunidade”, esclareceu. A pesquisa agora se tornou um projeto de extensão da Unilab, em que serão desenvolvidas ações educativas de prevenção.

Cabo-verdiana Lidiane Rossi Sabino

A cabo-verdiana Lidiane Rossi Sabino, estudante de Engenharia de Energias, afirmou que a partir da pesquisa realizada na Unilab será possível desenvolver ações também em Cabo-Verde. “Com a prática desta pesquisa, vou poder utilizar o conhecimento adquirido em energia renovável em Cabo-Verde, aproveitando a energia solar, elétrica e das marés para o país”, comentou.

No final da manhã, o reitor Paulo Speller estava satisfeito com o I Encontro de Iniciação Científica. “Percebe-se que as pesquisas da Unilab estão no mesmo nível das boas universidades brasileiras, com trabalhos interessantes e resultados que já possuem repercussão”, avaliou.

No Bloco Didático, consultores, professores e estudantes conversaram com o Pibic

Tânia Macedo

À tarde, os avaliadores participaram de uma roda de conversa com professores e estudantes participantes do PIBIC sobre os projetos apresentados no período da manhã. De acordo com a consultora Tânia Macedo, foi uma grande surpresa o que ela viu na exposição de trabalhos. “Foram apresentações de excelência. Eu percebi a presença viva dos orientadores da pesquisa. A participação do professor é fundamental nesse processo”, afirmou Tânia.

Paulo Teixeira

Paulo Teixeira também avaliou de forma positiva as pesquisas apresentadas. “Vocês mostraram alto nível de conhecimento, boa execução do projeto e empolgação. É perceptível a segurança ao falar sobre o tema. Além disso, os temas têm tudo a ver com a Região do Maciço de Baturité e com os países parceiros da CPLP”, esclareceu o professor.

Avaliadores conversam com professores e estudantes do Pibic

Na ocasião, os consultores também esclareceram dúvidas sobre o processo de seleção dos novos projetos que serão desenvolvidos em 2012 – 2013, que aconteceu na tarde do último dia 28. Ao todo, foram submetidos 30 projetos. “Em geral, estão muito bons e com professores de experiência acadêmica diversificada, apresentando temas pertinentes. Redenção está começando a se alterar e a comunidade local vai se beneficiar com os projetos que a Unilab vem desenvolvendo. Então, é preciso fazer o diferencial”, disse Paulo Teixeira, que está satisfeito com os trabalhos apresentados.

Mais imagens na Página Oficial do Facebook da Unilab.

Comentários encerrados.