Eventos acadêmicos e atividades culturais marcam mês de aniversário da Unilab

maio-da-liberdade-geral

No mês de maio, a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) comemora aniversário de atividades letivas, o Dia da África e a restauração da independência do Timor Leste. Para celebrar as datas, será realizada uma extensa programação, nomeada de “Maio da Liberdade”, ao longo dos próximos dias com eventos acadêmicos, ações culturais e reuniões técnicas. As atividades são voltadas para professores, técnico-administrativos e estudantes da Unilab, além da comunidade em geral. A programação começa neste dia 15 e segue até o dia 29 de maio.

Confira a programação completa abaixo ou acesse a página do Maio da Liberdade:

Aniversário da Unilab e Dia da África (Dia 25)

No dia 25, data que também se comemora o Dia da África, instituída pela Organização da União Africana (OUA), a Universidade receberá servidores, discentes, moradores da Região do Maciço de Baturité e parceiros para conferir as mostras culturais realizadas por estudantes e grupos convidados e a apresentação do projeto da Praça de Convivência e Esportes do Campus da Liberdade, em Redenção, que está em fase de construção. A atividade terá início às 10h30, no Pátio do Bloco Administrativo.

Comemoração da Restauração da Independência de Timor Leste (Dia 20)

No dia 20 de maio, às 09h, os estudantes do Timor Leste, com o apoio da Coordenação de Assuntos Estudantis, irão promover a comemoração dos 11 anos de independência do país. Na programação, haverá a mesa redonda que tratará sobre o tema “Timor Leste e o 20 de maio: múltiplos significados e olhares”, com presença de Marcelo Maia (TJ/CE) e Wandelcy Pinto (Seduc/CE) e mediada pela estudante Maria Evangelina.

A partir das 10h30, acontecerão apresentações de poemas, danças, dramas e músicas, além da abertura do IV Torneio Independência. O evento ocorrerá no Anfiteatro do Campus da Liberdade.

Eventos acadêmicos (Dias 20, 23, 27 e 28)

A programação terá início no próximo dia 20, com o Encontro África-Brasil: desafios contemporâneos, realizado pela Universidade Estadual do Ceará, por meio do Curso de Ciências Sociais e do Observatório das Nacionalidades. O evento terá apresentação de poesias produzidas pelos estudantes da Unilab, às 14h, e a participação do professor Bruno Okoudowa, que falará sobre “Diversidade linguística em África: caso de Angola”, às 16h.

O evento ocorrerá no auditório do Centro de Humanidades da UECE, a partir das 08h. Haverá certificado. A Unilab, por meio da Coordenação de Arte e Cultura, oferecerá transporte para os alunos. Os interessados devem fazer as inscrições no LINK. Ao todo, estarão disponíveis 34 vagas. A saída do ônibus será às 06h30.

Também como parte da programação, acontecerá no dia 23, às 09h, no auditório do Departamento de História da Universidade Estadual do Ceará (UFC), a mesa redonda sobre “Islã, espiritualidade africana e a luta política: caso Mali”, com os professores Sheik Modibo (Mali), Franck Ribard (UFC) e Bas´Ilele Malomalo (Unilab). Na ocasião, haverá a exposição de artesanato da Senhora Naná, artista de Mali, do centro-ocidental africano.

No dia 27 e 28, as palestras, que serão realizadas na Sala 01 do Campus da Liberdade da Unilab, em Redenção, são voltadas para educadores da rede pública de ensino, estudantes e a comunidade no geral. Na segunda-feira (27), às 14h, o professor Sheik Modibo (Mali) abordará o assunto “África contemporânea: espiritualidade, ancestralidade e política”. Já no dia 28, a partir das 14h, serão realizadas as palestras “Movimentos Negros: USA, Caribes e Brasil e Ações Afirmativas”, com a professora Vera Regina Rodrigues da Silva; “Panafricanismo e Renascimento africano e das diásporas africanas, 1963-2013”, com o professor Bas´Ilele Malomalo. Às 19h, ocorrerá a terceira palestra com o tema “Cultura africana, ritos de passagem e educação”, com o professor Sheik Modibo (Mali).

Para participar dos encontros destes dois dias, o interessado deve fazer a inscrição presencialmente na Sala da Coordenação de Extensão e Ações Comunitárias/Unilab (Procurar Sra. Paula) ou enviar para o e-mail ceac@unilab.edu.br os seguintes documentos:

– Fotocópia da carteira de identidade;

– Fotocópia do CPF;

– Fotocópia do comprovante de endereço;

– Fotocópia do comprovante de escolaridade (Ensino Médio completo)

As inscrições já estão abertas e o prazo encerra no dia de cada palestra. Haverá emissão de certificado. Ao todo, são 60 vagas para cada uma das palestras. Esta ação é uma realização da Coordenação de Extensão e Ações Comunitárias da Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Extensão, da Pró-Reitoria de Assuntos Institucionais/ Rede de Instituições Públicas de Educação Superior (RIPES), do Instituto de Humanidades e Letras e do Curso de História da UFC.

Reuniões Técnicas (Dias 24 e 25)

Nos dias 24 e 25, a Unilab receberá a III Reunião Técnica Internacional do Centro de Referência em Educação de Jovens e Adultos e Cooperação Sul-Sul (ECOSS) e a II Reunião Técnica da Comissão Técnica Nacional de Diversidade para Assuntos Relacionados à Educação dos Afro-Brasileiros (Cadara). Além dos debates realizados com os membros dos grupos, estas reuniões terão encontros abertos ao público. São estes:

– Dia 24, às 17h: Mesa redonda – “Educação e Cooperação Sul-Sul para o desenvolvimento: realidade, desafios e possibilidades no contexto da CPLP”, com os expositores: Jacqueline Freire (ECOSS/Unilab), Paulino de Jesus Francisco Cardoso, presidente da Associação Brasileira de Pesquisadores Negros (ABPN) e integrantes da Rede de Cooperação Sul-Sul entre os Países de Língua Oficial Portuguesa sobre Educação de Jovens e Adultos.

– Dia 25, às 9h: Mesa redonda – “Educação em África e dos Afro-Brasileiros: direitos, saberes, desafios e perspectivas”, com os expositores: Macaé Evaristo (SECADI), Luís Tomás Domingos (Unilab) e integrantes da Rede de Cooperação Sul-Sul entre os Países de Língua Oficial Portuguesa sobre Educação de Jovens e Adultos.

 

Programação cultural (Dias 15, 22 e 29)

A Quarta Cultural Maciço de Arte dos dias 15, 22 e 29 de maio também fazem parte da programação do Maio da Liberdade. No próximo dia 15, será exibido do documentário “Atlântico Negro – Na rota dos Orixás”, no Anfiteatro. No dia 22, ocorrerá o Sarau de Poesias, em homenagem ao continente africano, reunindo artistas da Região do Maciço de Baturité e a comunidade no geral que se interessa por essa linguagem artística. A programação continua no dia 29, com a oficina “Conhecendo a África pela dança, música e poesia”, ministrada pelo professor da Unilab, Bas´Ilele Malomalo. Estes eventos ocorrerão no Anfiteatro da Unilab, às 19h.

Além disso, do dia 23 a 25 de maio, a Unilab receberá a exposição de artesanato da Senhora Naná, do Mali, e de artistas da Região do Maciço de Baturité.

Filme: Atlântico Negro – Na Rota dos Orixás

Sinopse: O documentário Atlântico Negro – Na Rota dos Orixás, dirigido por Renato Barbieri, faz uma viagem no espaço e no tempo, em busca das origens africanas da cultura brasileira. Partindo das mais antigas tradições religiosas afro-brasileiras, como o Candomblé da Bahia e o Tambor de Mina do Maranhão, o filme transporta os espectadores para a terra de origem dos orixás e voduns: o Benim, onde estão as raízes da cultura jêje-nagô.

Comentários encerrados.