Unilab realiza o I Festival das Culturas

LOGO_FESTIVAL-DAS-CULTURAS-575x418

Entre os dias 19 e 22 de julho acontece nas cidades de Redenção e Acarape, no Ceará, e em São Francisco do Conde, na Bahia, o I Festival das Culturas da Unilab. Durante os quatro dias essas cidades irão experimentar, com vivacidade, os conteúdos artísticos e culturais de cinco países africanos e um país asiático em suas trocas com o Brasil e o Nordeste.

A abertura oficial do I Festival das Culturas será no dia 19, às 16h, no Auditório Didático do Campus da Liberdade, em Redenção/CE, e contará com as participações do Reitor Pro Tempore da Unilab, Tomaz Santos; da Pró-reitora de Extensão, Arte e Cultura, Rafaella Pessoa, e do Secretário de Cultura do Estado do Ceará, Fabiano dos Santos.

Escritor angolano, Ondjaki, que irá ministrar o curso "Escrita Criativa".

Escritor angolano, Ondjaki, que irá ministrar o curso “Escrita Criativa”.

A abertura contará ainda com a presença do premiado escritor angolano, Ondjaki, que fará palestra sobre “Vozes de África, Vozes do Brasil – Experiências de Escrita no Mundo da Língua Portuguesa”.

Autor de obras-primas como “A bicicleta que tinha bigodes” e “Os da Minha Rua”, Odjaki, que já foi traduzido para diversas línguas como o francês, inglês, alemão, italiano, espanhol e chinês, estará presente na programação do I Festival das Culturas, ministrando o curso “Escrita Criativa”.

A pluralidade é a marca desse I Festival das Culturas da Unilab.

A pluralidade é a marca desse I Festival das Culturas da Unilab.

Antes da abertura oficial, haverá, no Auditório Administrativo do Campus da Liberdade, a partir das 14h, o Fórum de Cultura do Maciço de Baturité, que contará com a participação de Fabiano dos Santos e dos secretários de cultura das cidades do Maciço de Baturité, ONGs, grupos culturais e artistas locais.

O I Festival das Culturas da Unilab receberá também uma delegação de Moçambique, formada por 25 integrantes, que dará uma mostra das manifestações culturais desse país. O Festival também abre espaço para as expressões artísticas da região do Maciço por meio das apresentações de Cecília do Acordeom, da Orquestra Livre de Música de Redenção, dentre outras atrações locais. E ainda sediará o Encontro das Culturas Indígenas.

Documentário é um registro das atividades do Movimenta.

Diversas oficinas serão ministradas durante o Festival.

Pluralidade cultural

Idealizado como um espaço de integração para a arte e o universo das expressões culturais que envolvem os sete países de língua portuguesa da Unilab, o I Festival das Culturas articula música, poesia, artes cênicas, fotografia, literatura e as inúmeras expressões da imagem para trabalhar a pluralidade como tema.

Por tudo isso, a Pró-reitoria de Extensão, Arte e Cultura (Proex) aponta que a marca deste Festival “é a conexão entre o regional e o internacional e as várias formas de diálogo e inspiração nascidas nesse contato. Pensando a riqueza e a diversidade de expressões da África e do Timor-Leste em seu enlace com as regiões do Maciço de Baturité, no Ceará, e o Recôncavo Baiano, na Bahia, o Festival busca apresentar a Unilab como um eixo integrador de experiências artísticas”.

Artistas do Maciço de Baturité apresentam seus trabalhos em exposições realizadas na Unilab.

O Festival abrirá espaço também para feiras de artesanato.

Outro ponto destacado pela Proex é a originalidade da proposta.  “A singularidade deste evento no cenário nacional e no mundo da Cooperação Sul-Sul é o maior elemento incentivador para sua criação e apresentação. O Festival das Culturas é fruto de uma intensa e proveitosa convivência entre diferentes realidades sociais abrigadas na UNILAB. Contar essa história é dividir com essas cidades e estados o prazer e a alegria de reunir sete mundos de culturas em uma única festa”.

Resta, portanto, aos moradores das cidades, e suas circunvizinhanças, se preparar para participar do I Festival das Culturas da Unilab, que terá uma ampla programação com debates, seminários, cursos, exposições, rodas de conversas, dezenas de oficinas, mostras de vídeo, fotografia, cinema e teatro, apresentações musicais, encontros e trocas culturais, feira de artesanato, sarau performático e muito mais.

Confira as oficinas e seminários e faça sua inscrição.

Programação Completa Ceará e Bahia

Mais informações clique aqui.

BOTAO AVALIE

Comentários encerrados.