Projeto de pesquisa vai avaliar o conhecimento da comunidade acadêmica sobre zoonoses e controle das populações de animais

O convívio do ser humano com animais de estimação é uma realidade crescente, especialmente pela importância que os últimos assumiram na vida familiar. Entretanto, a complexa interação entre esses seres não se restringe a benefícios, mas envolve relações como maus tratos, representados pelo abandono de animais, sua utilização indevida e sua submissão à violência física direta. Observado nas áreas urbanas e rurais, assim como nos campi universitários, incluindo os da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), o abandono de animais de estimação é um fenômeno decorrente da falta de posse responsável que contribui para o crescimento desordenado dessas espécies, aumentando o risco de transmissão de doenças (zoonoses).

Partindo dessa realidade, o Biotecnologia Aplicada (Biota) lançou o projeto de pesquisa intitulado “Conhecimento da comunidade universitária da Unilab sobre zoonoses e controle das populações”.

Este projeto visa avaliar o nível de conhecimento da comunidade acadêmica da Unilab/Ceará sobre zoonoses, posse responsável e controle da população de animais de estimação.

Para tanto, o estudo será conduzido, através do Grupo de Estudos sobre Zoonoses e Animais (GEZA), pelas médicas veterinárias e professoras da Unilab: Juliana Celestino, Edmara Costa, Anelise Vasconcelos, Érika de Brito e a odontóloga e também docente, Caroline Leite, além de Carolinna Sales, acadêmica do Curso de Enfermagem e da estudante e pesquisadora, Nádila Cristina Lima dos Santos Russo.

Será solicitado à comunidade universitária do Ceará o preenchimento de questionário on-line, disponibilizado pelo Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (SIGAA) ou pelo e-mail institucional, contendo perguntas sobre perfil dos participantes, conhecimento sobre zoonoses, posse responsável e controle das populações de animais.

Participe!! O interessado pode clicar aqui e responder ao questionário.

“Espera-se, com essa pesquisa quantificar o conhecimento de toda a comunidade universitária sobre as zoonoses de importância para a saúde da população; verificar se a comunidade universitária sabe o que significa e pratica posse responsável para com os seus animais de estimação e avaliar quais as sugestões da comunidade universitária sobre como controlar a população de animais de estimação abandonados”, reforça a professora Juliana Celestino.

Os dados serão analisados pelo programa Epi Info. Espera-se que os resultados obtidos forneçam subsídios à Universidade e às entidades municipais responsáveis para o planejamento e desenvolvimento de ações eficazes contra o abandono de animais de estimação. Pretende-se ainda despertar o interesse e necessidade dos governantes e de diferentes setores da sociedade para a realização de campanhas de educação para a posse responsável, instituição de programas de vacinação e de esterilização de animais errantes e seu recolhimento seletivo para a adoção e tratamento médico-veterinário.

Os pesquisadores deixam claro que a participação nessa pesquisa não trará qualquer prejuízo aos participantes. E mais: a colaboração nessa pesquisa poderá ajudar a universidade e as entidades (instituições, empresas, associações, organizações e outras) dos municípios de Redenção e Acarape a planejarem e desenvolverem ações eficazes (eficientes, efetivas) contra o abandono de animais de estimação em vias públicas (ruas, avenidas, praças e outras).

Comentários encerrados.