Unilab realiza evento sobre Inclusão e Acessibilidade em ambientes educacionais

integrantes da mesa-redonda que debateu "Inclusão e acessibilidade do ensino superior".

integrantes da mesa-redonda que debateu “Inclusão e acessibilidade do ensino superior”.

Teve início na manhã desta segunda-feira (4), no Auditórios do Campus das Auroras, em Redenção/CE, a abertura do evento “Inclusão e Acessibilidade no Espaço Acadêmico: Desafios e Superação”.

Promovido pelo Setor de Acessibilidade (Seace), vinculado à Pró-Reitoria de Políticas Afirmativas e Estudantis (Propae), o evento traz, por meio de mesas-redondas, palestras, minicursos e oficinas, para o centro do pensamento acadêmico a discussão de questões relevantes e contemporâneas como: “Inclusão e acessibilidade no ensino superior” e “Experiências inclusivas de alunos com deficiência e professores na universidade”.

Assim, em sua primeira edição, o evento visa promover um espaço de discussão sobre a inclusão social e acessibilidade em ambientes educacionais, além de compartilhar experiências nos diferentes campos do saber.

A mesa de abertura contou com as presenças de Alexandre Costa, Pró-Reitor da Propae, Flávia Monteiro, que responde pela Coordenação de Assistência à Saúde Estudantil (Coase), e Monaliza Ribeiro, Gerente do Seace.

Integrantes da mesa de abertura do evento.

Integrantes da mesa de abertura do evento.

“Com satisfação constatamos que todas as vagas para este evento foram preenchidas. Isso mostra o interessa de todos por esse tema e nos diz que devemos, sim, fazer mais eventos dessa natureza”, enalteceu Alexandre Cunha em sua fala de abertura e completou: “E apesar do momento de restrições orçamentárias que passa os IES (Institutos de Ensino Superior) em todo o Brasil, nós temos a obrigação de manter os avanços que conquistamos ao longo desses anos nessa área.”

Flávia Monteiro comentou também o grande interesse em torno do tema em discussão. “Hoje, neste evento, contamos com a participação do público interno (comunidade acadêmica), mas também do público externo, porque a acessibilidade é uma questão de cidadania, que atravessa o nosso dia a dia. Tratar a todos com igualdade de direitos é uma questão de justiça que diz respeito a todos nós. Por outro lado, sairemos daqui com mais conhecimento e sensibilidade em torno dessa questão, porque podemos aprender com essas pessoas especiais. É um momento especial para reflexão, troca e aprendizado mútuos”, concluiu.

Depois das falas de abertura teve início a mesa-redonda: “Inclusão e acessibilidade do ensino superior”, que teve a participação das professoras Vanda Magalhães, diretora da Secretaria de Acessibilidade da Universidade Federal do Ceará (UFC), Lorita Pagliuca, Vice-Reitora pro-tempore da Unilab, Janine Braga, que leciona Direito na Universidade de Fortaleza (Unifor), e o professor da UFC, Marcus Pinheiro.

Vanda Magalhães traçou um painel histórico sobre os avanços e desafios da acessibilidade. Lembrou, por exemplo, que está é uma questão que implica na identificação e eliminação dos diversos tipos de barreiras (social, educacional, arquitetural etc), que passa, necessariamente, por mudanças de atitudes e posturas diante do outro. Ressaltou ainda que, embora se trate de direitos, as conquistas em torno dessa temática foram sendo efetivadas gradualmente e ao longo da própria história social.

Vanda Magalhães, diretora da Secretaria de Acessibilidade da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Vanda Magalhães, diretora da Secretaria de Acessibilidade da Universidade Federal do Ceará (UFC).

No período da tarde, a programação tem continuidade com mais uma mesa-redonda. Desta feita sobre as “Experiências Inclusivas de alunos com deficiência e professores na universidade”, que contará com as participações da professora da Casa de Cultura Italiana/UFC, Neyara Lima, do professor do Curso de Letras/UFC, Antônio Távora, do ex-aluno da Pós-graduação do Curso de Administração Pública Municipal da Unilab, Manoel dos Santos, e do estudante do Curso de Administração Pública da Unilab, Leonardo Jorge.

Programação Completa.

Comentários encerrados.