Palestra enfoca importância da doação de sangue e medula óssea

Abordar a doação de sangue e medula óssea, bem como a importância de se tornar um doador. Esse é o objetivo da palestra organizada pela Divisão de Saúde, Segurança e Qualidade de Vida no trabalho, que ocorre no próximo dia 13, a partir das 8h40, no auditório do Bloco Didático, Campus da Liberdade, em Redenção/CE. Inscreva-se aqui.

O evento começa com um café de boas-vindas, seguido da abertura institucional e as palestras “A importância de ser um doador de sangue e medula óssea” e “Câncer x Falta informação”.

Doe medula óssea

A chance de encontrar um doador compatível é de uma a cada 100 mil pessoas, por isso a necessidade de ampliar o cadastro e, principalmente, de manter os dados atualizados. Todos os candidatos são registrados no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome), órgão vinculado ao Instituto do Câncer (Inca). Para aumentar as chances de transplante, diversos países do mundo compartilham os seus cadastros de doadores. No ato do cadastro, é coletada uma amostra de sangue para exames.

Comentários encerrados.