Unilab é destaque no programa “Conversa com Bial”

Do Nordeste para o Brasil e articulando com a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa. Na noite da última sexta-feira (27), a Unilab foi destaque na grade da Rede Globo, no programa “Conversa com Bial”. Foram entrevistados o professor Marcos Carvalho Lopes, do Instituto de Humanidades e Letras/Campus dos Malês (BA), e estudantes do Projeto de Extensão Bota a Fala, representados no estúdio pelo aluno Lauro José Cardoso.

Ao lado do Embaixador da Boa Vontade da Comunidade dos Países Lusófonos (CPLP), o cantor e compositor Martinho da Vila, professor e aluno falaram ao apresentador Pedro Bial, ao artista e a toda a audiência sobre o trabalho desenvolvido na universidade, particularmente no Campus dos Malês, em São Francisco do Conde (BA). As ações acadêmicas da Unilab foram abordadas na discussão sobre o diálogo entre Brasil e África, tema daquela edição do programa.

“Faz uma grande diferença na nossa convivência; modifica totalmente a sala de aula; modifica totalmente a experiência do que é a educação”, afirmou o professor Marcos Carvalho Lopes, que ministra a disciplina de Filosofia Africana na instituição. “O nosso curso de Bacharelado em Humanidades é voltado totalmente para a relação com a África. A África é o centro do nosso diálogo”, completou o docente.

Natural de São Tomé e Príncipe e há dois anos e sete meses no Brasil, Lauro José ressaltou o trabalho promovido durante esse tempo, com o intuito de mostrar as particularidades de cada nação de língua portuguesa. “Para mim, o mais importante é fazermos um trabalho de desconstrução; mostrar que são vários países que estão no continente africano e que especificamente aqui, em São Francisco do Conde, tem os países lusófonos, que falam língua portuguesa. Então é esse o respeito que nós pedimos que as pessoas tenham conosco”, frisou o estudante.

Durante a entrevista, um vídeo de mais de quatro minutos, produzido pela equipe da atração, apresentou ao público a cidade de São Francisco do Conde e o Campus dos Malês, dando destaque ao diálogo aberto com os alunos integrantes do Bota a Fala. Em outro momento, um clipe do grupo musicalizou a conversa. “A Unilab é um projeto de futuro do Brasil. Não é olhar para o passado. É um projeto de a gente pensar a nossa integração com a África e a imagem que a gente quer construir. É uma aposta em algo novo”, concluiu o docente.

Nos bastidores

O programa, que foi ao ar na última sexta-feira (27), teve gravações em São Francisco do Conde no início de julho, e nos estúdios da Rede Globo, em São Paulo, no mês de agosto.

“De início, o programa trataria de uma pequena amostra do Bota a Fala, projeto de extensão que coordeno, que busca utilizar a linguagem do hip hop para promover uma educação democrática; mas, por fim, a equipe do programa ficou tão fascinada com aquilo que encontrou no Campus dos Malês, da Unilab, que o grupo de hip hop virou mote para falar desta universidade e de sua proposta de integração do Brasil com os países da lusofonia”, explicou Marcos Carvalho Lopes.

O aluno Lauro José também comentou sobre esse momento de divulgação da instituição e de um pouco do que vem sendo trabalhado nela. “Falamos do Bota a Fala e da Unilab/Campus dos Malês, enaltecemos a importância da universidade para muitos que estão inseridos nela, e convidamos, publicamente, o músico Martinho da Vila a fazer-nos uma visita em São Francisco do Conde. Espero que isso aconteça um dia, e que eu esteja na universidade para prestigiar, novamente, esta importante figura do samba e da música brasileira. Se foi bom desse jeito, quem sabe poderá ser mais ainda?!”.

Clique aqui para conferir a entrevista exibida no “Conversa com Bial”.

Comentários encerrados.