Iniciada reforma da rede elétrica do Campus dos Malês

Fachada do Campus dos Malês, localizado em São Francisco do Conde/BA.

Uma demanda importante da comunidade acadêmica do Campus dos Malês, em São Francisco do Conde/BA, começou a ser concretizada nesta semana: trata-se da reforma da rede elétrica, orçada em R$135 mil.

A diretora do campus, Mirian Sumica, comemora a reforma, que sucede à reforma hidrossanitária. “Serão feitas correções estruturais do prédio, o que vai garantir mais segurança, já que, junto com a recém-concluída reforma hidrossanitária, serão asseguradas as condições para outros processos fundamentais para qualificação da infraestrutura do prédio, como os contratos de manutenção predial e de refrigeração (que em breve devem ser executados)”, disse. Mirian destacou o caráter coletivo do trabalho, de uma equipe que “acredita no potencial transformador do Campus dos Malês para o território em que está inserido e para os países parceiros da Unilab, que confiam a formação de seus jovens a nós”.

Instalações danificadas. Foto: acervo equipe de fiscalização.

A reforma do sistema elétrico do campus e cabeamento lógico produzirá importantes melhorias em toda a rede elétrica e de lógica do prédio, enfatiza o engenheiro civil Marcus Dias, lotado na Seção de Planejamento do Campus dos Malês. Dias também sublinha a economia com a obra, já que houve pregão eletrônico e a empresa ganhadora do certame apresentou um desconto de aproximadamente 27%, resultando numa economia de mais de R$ 36.889,93.

O que se espera com a reforma?

Os serviços divididos em elétrica e de lógica contemplam aquilo que se denomina de infraestrutura, como instalação de eletrodutos, eletrocalhas quadros de distribuição, entre outros, que permitirão, por exemplo, a instalação de novos aparelhos elétricos de climatização como também a ampliação da capacidade da rede de dados e internet, ocasionando melhor disponibilização, seja por meio de pontos físicos seja por rede wi-fi.

No que diz respeito ao sistema elétrico, serão corrigidos os circuitos já existentes e criados novos circuitos de circuitos de acionamento de tomadas, iluminação, ar-condicionado e área externa.

Pretende-se, ao final do serviço, o reequilíbrio de toda a rede elétrica do campus, diminuindo decisivamente os riscos de sobrecarga com eventuais apagões, os quais muito frequentemente ocorriam. Além disso, com uma melhor distribuição da rede lógica, se tornará mais efetiva a gestão do uso da internet já que “desafogará” a demanda por wireless.

Processo

O serviço tem cronograma previsto de execução de 90 dias e ocasionará em alguns momentos a necessidade de desligamento da alimentação elétrica dos circuitos, visando a instalação dos dispositivos de segurança dos quadros elétricos como disjuntores, na instalação de condutores e também nos momentos em que os circuitos forem corrigidos.

Quanto ao fornecimento de internet, também em algumas situações será necessária a sua desativação, atividade que será realizada pela própria equipe do Setor de Tecnologia da Informação (STI) do Campus dos Malês.

“Nesse sentido, aproveitamos para nos desculpar por prováveis contratempos que os desligamentos possam produzir. É um serviço de extrema necessidade para o Campus dos Malês e, por essa razão, a compreensão de cada um será de suma importância para o sucesso de todos”, disse o engenheiro Marcus Dias.

Comentários encerrados.