Pesquisadores do Campus dos Malês são premiados em evento nacional de Antropologia

O professor Rafael Palermo Buti e a socióloga recém-graduada Naiane Jesus Pinto tiveram seus trabalhos laureados pela 32ª edição da Reunião Brasileira de Antropologia (RBA). Ambas as pesquisas foram produzidas como desdobramentos do Curso de Ciências Sociais da Unilab – Campus dos Malês (BA)

Trabalhos contemplados

Pelo artigo “Território Falante: uma escrevivência das experiências e (r)existências do Quilombo Dom João”, Naiane foi reconhecida na RBA com o Prêmio Lélia González, na modalidade  “Melhor artigo de recém-graduado/a, com resultado de pesquisa antropológica desenvolvida na graduação, em universidades brasileiras”. A premiação foi proposta pelo Comitê de Antropólogas/os Negras/os da Associação Brasileira de Antropologia (ABA). “Território Falante (…)” foi apresentado inicialmente em setembro de 2019, como conclusão de curso de Naiane na Unilab, sob orientação do professor Rafael Palermo Buti.

Já sob a categoria  “Melhor Trabalho de Ensino de Antropologia no Brasil”, o docente foi  contemplado com o Prêmio ABA de Ensino de Antropologia. Palermo Buti, em “História Quilombola no Chão: no caminho para o ensino de uma antropologia imersa na vida”, descreve as atividades de ensino e extensão realizadas entre os anos de 2017 e 2018  junto a comunidades quilombolas e/ou pesqueiras do Recôncavo Baiano e da Grande Salvador. Dentre outros assuntos, o trabalho evoca metodologias colaborativas no exercício e no ensino da antropologia.  

Sobre a RBA

Com o tema “Saberes Insubmissos: Diferenças e Direitos”, a 32ª Reunião Brasileira de Antropologia ocorreu de modo remoto entre os dias 30 de outubro e 06 de novembro. O evento é uma realização da Associação Brasileira de Antropologia e da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

Comentários encerrados.