Nota de pesar do coletivo de professores(as) africanos(as) da Unilab

É com muito pesar que o coletivo de professores/as africanos/as se solidariza com a família e os/as amigos/as pelo desaparecimento físico de Sandro Vieira Paxe Dongala, estudante internacional da Unilab.

Sandro Vieira Paxe Dongala era estudante angolano, sereno, atencioso, respeitoso e afável. Era estudante do Curso Engenharia de Energias. O seu desempenho e empenho intelectual estavam amarrados à vontade profunda de retornar para o seu país e ajudar no desenvolvimento deste.

A vida é efêmera e passageira. Detalhes, momentos, relações e ações, são o legado que deixamos quando partimos desta dimensão mundana rumo à casa de Nzambi. Sandro vai deixar, como memória indelével de sua passagem no mundo dos vivos, seu sorriso largo e um semblante cheio de vida. Como africanos/as que somos, sabemos que o desaparecimento físico não é o fim da presença do ser do nosso convívio cotidiano. A ausência do corpo físico é o prenúncio de uma nova temporalidade onde, Sandro, se fará presente através de suas memórias e dos afetos que estas produzem em nós. Acreditamos que Sandro Vieira Paxe Dongala encontra-se acolhido no amor incomensurável de Nzambi e dos seus Ancestrais.

Descansa em paz guerreiro, estarás sempre entre nós, eternizado pelo sorriso largo, pelo rosto cheio de vida, pela amizade verdadeira que doavas para as pessoas ao teu redor, pelo aluno dedicado e companheiro desta utopia coletiva emancipatória que é a Unilab.

À família e amigos aqui e em Angola o nosso abraço fraterno, desejando muita força neste momento de dor e consternação.

Rogamos à Deus/Nzambi, aos Orixás e aos Ancestrais que lhe acolham no panteão dos merecedores das nossas preces e súplicas.

Paz a sua alma!

Unilab, Ceará/Bahia, 13 de fevereiro de 2021.

Coletivo de professores/as africanos/as da Unilab

Comentários encerrados.