Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Unilab e Timor-Leste assinam Protocolo de Cooperação em áreas educacionais

Data de publicação  03/03/2011, 00:00
Postagem Atualizada há 9 anos
Saltar para o conteúdo da postagem

Ao fundo primeiro-ministro do Timor-Leste, Xanana Gusmão e Presidenta Dilma Rousseff durante a assinatura do Protocolo de Cooperação
Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Durante a abertura da cerimônia oficial de chegada do primeiro-ministro do Timor-Leste, Xanana Gusmão, ocorrida hoje em Brasília, o Reitor da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), Paulo Speller, convidado pela Presidência da República, assinou na presença da presidenta Dilma Rousseff e do primeiro-ministro do Timor-Leste Xanana Gusmão, em conjunto com ministro da educação do Timor Doutor João Câncio Freitas, o Protocolo de Cooperação nas áreas de Ensino Superior, Ensino a Distância, Desenvolvimento de Redes de Conhecimento e Formação de Docentes. Segundo Speller este foi um momento ímpar “este compromisso assumido hoje com a presença ilustre de dois presidentes, é uma verdadeira honra para mim. Assumir mais este desafio com o Timor-Leste, fortalece o crescimento internacional da Unilab, do Brasil e do Timor-Leste”.


Ministro da educação do Timor Doutor João Câncio Freitas e Reitor da Unilab Paulo Speller
Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

O povo e o governo brasileiros estão solidários na tarefa de construção e desenvolvimento do Timor Leste, afirmou a presidenta Dilma Rousseff nesta quinta-feira (3), no Palácio do Planalto, em declaração à imprensa após assinatura de atos com o primeiro-ministro Xanana Gusmão, que realiza visita oficial ao Brasil.

“Desde sua independência e enfrentando enormes dificuldades, o Timor tem seguido trajetória vitoriosa de consolidação institucional, com inclusão social e fortalecimento da democracia (…). Que essa particularidade do primeiro chefe estrangeiro que eu recebo simbolize a renovação do compromisso do Timor-Leste e do Brasil na construção de um futuro comum, baseado em laços firmes de cooperação e de amizade”, disse.

Na cerimônia de chegada ao Palácio do Planalto, o primeiro-ministro e a presidenta Dilma foram saudados por 82 alunos da escola classe 206 de Santa Maria, cidade do Distrito Federal. Após reunião privada no gabinete da presidenta Dilma, eles assinaram atos de cooperação bilateral nas áreas de educação, segurança pública, inclusão social, entre outros.

A presidenta disse ainda à imprensa que os atos firmados entre os dois países demonstram o interesse do Brasil em “ajudar o Timor Leste a superar o desafio do desenvolvimento econômico e da democracia”. Dilma Rousseff lembrou que atualmente há, na área de cooperação técnica bilateral, 12 projetos em execução e 12 em negociação, nas mais diversas áreas, mas destacou o projeto que dá continuidade ao trabalho de formação de professores e ensino de português realizado por 50 professores brasileiros em Díli. Segundo ela, “reservamos à educação o papel central, reforçado por nossos laços linguísticos comuns”.

A presidenta lembrou, ainda, que “conscientes do caráter essencial da Justiça na conformação de um Estado de direito” foi assinado um ajuste complementar que permitirá treinamento especializado de timorenses em escolas brasileiras de formação jurídica. Nesta etapa de consolidação do Estado, disse Dilma, também foi assinado acordo de cooperação na formação da Polícia Militar timorense e no treinamento de militares em escolas brasileiras. Na ocasião, foi assinado ainda projeto relativo à “Casa Brasil”, destinado à ampliação da cidadania entre jovens de comunidades carentes.

A presidenta fez questão ainda de “honrar a memória do brasileiro Sérgio Vieira de Mello, que permanece forte elo entre nossas duas nações”, e disse que na arena internacional, o Brasil está disposto a ajudar o Timor Leste a continuar sendo objeto de atenção e apoio.

Xanana Gusmão agradeceu o empenho do Brasil no processo de construção de seu país. Segundo ele, o Timor Leste está mudando o conceito de país que, no passado, era apenas lembrado pelos conflitos da luta armada.

 

Com informações da Secretaria de Comunicação da Presidência e do Blog do Planalto

Categoria