Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Consup aprova Programa de Assistência ao Estudante (Paes) por unanimidade

Por
Data de publicação  10/08/2012, 17:09
Postagem Atualizada há 9 anos
Saltar para o conteúdo da postagem

A proposta de Programa de Assistência ao Estudante (Paes), elaborada pela Pró-Reitoria de Graduação por meio da Coordenação de Assuntos Estudantis (CAE), foi aprovada, na última quarta-feira (08), por unanimidade, pelo Conselho Superior Pró-Tempore (Consup) da Unilab, sob a presidência do reitor Paulo Speller. Antes da aprovação, os estudantes da Unilab estiveram reunidos no Fórum de Assuntos Estudantis (FAE), no anfiteatro do Campus da Liberdade, e aclamaram o Paes que reafirma direitos e amplia garantias da comunidade discente.

Reunião do Fórum de Assuntos Estudantis (FAE) em que os estudantes aprovaram o Paes

O Paes reafirma o compromisso institucional da Unilab em democratizar as condições de permanência dos estudantes na educação superior pública federal. As ações têm como objetivo promover a inclusão social pela educação minimizando os efeitos das desigualdades sociais na permanência e conclusão da educação superior e reduzindo as taxas de retenção e evasão. As diretrizes definidas no Paes convergem com a Política Nacional de Assistência Estudantil (Pnaes) regulamentada pelo Decreto N. 7.234 de 19 de julho de 2010.

Pró-reitora de Graduação, Jacqueline Freire

Na reunião do Consup, a conselheira e pró-reitora de Graduação, Jacqueline Freire, apresentou a trajetória da elaboração do Paes e sua imperatividade na garantia de direitos dos estudantes e na inclusão social pela educação. “O Paes traz uma ampliação de conceito na assistência estudantil da Unilab. O Paes não reduz o estudante ao acadêmico ou à dificuldade acadêmica. Ele reconhece não só o estudante dentro de uma universidade integral, mas reconhece toda a integralidade do sujeito”, explica.

Coordenador de Assuntos Estudantis, José Veríssimo

Por meio do Paes, são oferecidos aos estudantes cinco auxílios para combater a vulnerabilidade social: Auxílio Moradia; Auxílio Instalação; Auxílio Transporte; Auxílio Alimentação; Auxílio Social. Entre as novidades da proposta está a possibilidade de acesso por fluxo contínuo aos benefícios dos auxílios em caso de extrema necessidade. O coordenador de Assuntos Estudantis, José Veríssimo, explica que isso assegura que o estudante possa recorrer a um dos auxílios a qualquer momento. “Porque o estudante pode se encontrar em uma situação de vulnerabilidade, social ou econômica, a qualquer tempo”, afirma. Segundo Veríssimo, o Paes atende reivindicações feitas pelos próprios estudantes que queriam uma assistência estudantil mais sintonizada com a realidade deles.

Os Auxílios Instalação e Social foram recém criados. O primeiro beneficiará os estudantes contemplados com o Auxílio Moradia com a aquisição de mobílias, eletrodomésticos, equipamentos, etc. Já o Auxílio Social prevê o apoio aos estudantes em situação de elevado grau de vulnerabilidade socioeconômica na permanência em tempo integral na universidade. “O Paes está a serviço do desenvolvimento estudantil”, defende a pró-reitora Jacqueline Freire. Ela explica que o Paes também afirma o protagonismo estudantil já que os alunos têm participação na sua gestão.

O estudante Braima Dabó já recebe o Auxílio Moradia

O estudante guineense Braima Dabó, que cursa Enfermagem na Unilab, já é beneficiário do Auxílio Moradia. Ele avalia que o Paes tem uma importância fundamental para a permanência dos estudantes de Guiné Bissau na Universidade. “Nós não temos ajuda do governo de nosso país e os nossos pais, a maioria, não podem ajudar. Então, esse auxílio é a única forma de nos mantermos aqui estudando”, diz.

Estefanus Pereira destaca a importância do Paes para estudantes estrangeiros

O estudante do curso de Agronomia, Estefanus Pereira, é calouro no Curso de Agronomia. Para ele, os auxílios são fundamentais, principalmente, para alunos estrangeiros como ele que é do Timor Leste. “Fora do nosso país temos muitos custos que temos dificuldade de arcar. É importante a universidade nos dar esse apoio”, avalia.

Eliene Campelo: ajuda é imprescindível

Eliene Campelo, também estudante do Curso de Agronomia, morava na zona rural de Aracoiaba antes de ser aluna da Unilab. Ela explica que se mantém em Redenção por causa do Auxílio Moradia fornecido pela Unilab. “Esse apoio é imprescindível porque para estudar em uma universidade de tempo integral como a Unilab muitos alunos deixam a atividade que realizavam. Então, eles precisam dessa ajuda”, diz. Ela avalia que a ajuda dada pela Universidade é um investimento e não um gasto. “Nós, quando nos formarmos, vamos devolver à sociedade esse dinheiro que é investido na gente”, afirma.

 

Categorias