Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Reitor Paulo Speller participa de reunião no Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES) da Presidência da República

Data de publicação  31/08/2012, 11:07
Postagem Atualizada há 9 anos
Saltar para o conteúdo da postagem

Fala do secretário executivo do Conselho, o ministro Moreira Franco, durante a 39a Reunião Plenária do CDES (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)

Nesta quinta-feira (30), foi realizada, no Palácio do Planalto, a 39ª Reunião Plenária do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES) da Presidência da República, com a participação da presidenta Dilma Rousseff. O reitor da Unilab, Paulo Speller, tomou posse para o terceiro mandato como conselheiro da sociedade civil, representando o setor da educação superior, junto com outros três reitores de universidades brasileiras. Durante a reunião desta quinta (30), Paulo Speller reforçou o papel do governo e da sociedade na indução de novas políticas públicas para o campo das relações internacionais, com ênfase na cooperação sul-sul, e para a educação básica brasileira.  “Estou muito honrado em ser novamente escolhido pela Presidência da República para compor o Conselho. Quero ser a voz da academia e da relação do Brasil com a África e a Ásia”, afirmou o reitor da Unilab. O primeiro mandato de Paulo Speller no CDES foi entre 2008 e 2010, quando ele era reitor da Universidade Federaç do Mato Grosso e presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes). Durante segundo mandato no Conselho (2010-2012), Paulo Speller atuou, primeiramente, como presidente da Comissão de Implantação e, logo em seguida, já como reitor pro tempore da Unilab.

Coordenada pelo secretário executivo do CDES, ministro Moreira Franco (Assuntos Estratégicos), a reunião teve por objetivo discutir o desenvolvimento brasileiro e a nova conjuntura internacional, com apresentação do ministro da Fazenda Guido Mantega. As contribuições do Conselho relacionadas ao tema foram apresentadas pelos conselheiros Tânia Bacelar (UFPE), Antoninho Trevisan (Grupo Trevisan) e Artur Henrique (CUT).

Na abertura da reunião, o ministro Moreira Franco fez menção ao novo mandato dos conselheiros (2012-2014) e falou sobre a “experiência exitosa” do CDES de diálogo social entre diferentes lideranças do Brasil, dando enfoque à recente articulação do Conselho sobre desenvolvimento sustentável e às atividades relacionadas à Conferência Rio+20.

Para o secretário executivo do Conselho, este é um espaço de discussão onde podem ser encontradas alternativas que possam assessorar a Presidência na construção de uma sociedade democrática, justa, desenvolvida, capaz de garantir uma estrutura de distribuição de renda adequada: “As divergências são tratadas como aspecto positivo do Conselho, o contraditório é alimento fundamental”, explicou.

Discurso da presidenta da República Dilma Rousseff na 39a Reunião Plenária do CDES (Foto:Roberto Stuckert Filho/PR)

Durante a reunião, a presidenta da República Dilma Rousseff reafirmou o papel de “interlocutor privilegiado” do Conselho – um fórum democrático que pode trazer, a partir de suas diferentes posições, consensos mais ricos e criativos – e convocou o Conselho a continuar contribuindo com o Governo, por meio de análises e críticas pontuais.

Categorias