Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Comunidade acadêmica festeja independência de Guiné-Bissau

Data de publicação  24/09/2012, 15:45
Postagem Atualizada há 9 anos
Saltar para o conteúdo da postagem

No dia 24 de setembro é comemorado o Dia da Independência de Guiné-Bissau. Os guineenses que estão na Unilab organizaram uma programação no decorrer desta semana para celebrar a data. Nesta segunda-feira (24), o anfiteatro da universidade ficou lotado para prestigiar a festa da independência do país, que foi declarada há 39 anos.

A festa de independência de Guiné-Bissau teve início com a execução do hino do país

A vice-reitora da Unilab, Maria Elias, e os integrantes da Mesa durante a solenidade

A programação teve início com o canto do Hino Nacional de Guiné e a formação da mesa com os representantes de pró-reitorias e da vice-reitora Maria Elias. “Ser independente é andar com as próprias pernas e isso deve ser comemorado. Infelizmente, a independência de Guiné vive um momento de crise. Porém, ela só vai de fato acontecer quando houver um consenso para construir algo que seja o melhor para o povo guineense”, comentou a vice-reitora.

A pró-reitora de Graduação, Jacqueline Freire

A pró-reitora de Graduação, Jacqueline Freire, que já morou em Guiné-Bissau, disse compartilhar os sentimentos de solidariedade com os estudantes do país africano. “O Brasil e a CPLP (Comunidade dos País de Língua Portuguesa) não reconhecem o golpe de estado que está acontecendo em Guiné. O processo seletivo de estrangeiros vai já iniciar, e como nós vamos fazer com os estudantes deste país? Como garantir direitos a um Estado que não proporciona direitos? Mas a juventude precisa continuar lutando e se solidarizando uns com os outros”, disse.

O representante dos guineenses, Edgard Djú, refletiu sobre a atual situação de Guiné-Bissau

O representante dos guineenses, Edgar Djú, chamou os estudantes para lutar pelo país. “Esta comemoração é muito importante para a gente lembrar e refletir sobre o nosso futuro. Aqui é um momento de mostrar a nossa cultura e nos sentir mais fortalecidos com a presença de outras nacionalidades. Somos todos irmãos”. Sobre a situação política no país, ele observou: “estamos preocupados porque não sabemos como vai ser quando voltarmos ao nosso país. Como vamos dar a nossa contribuição se Guiné não tem paz? É preciso encontrar solução para sair dessa situação da melhor forma. Tenho fé que Guiné vai mudar e ser um país verdadeiramente democrático”.

Libânia Fernandes Ca destaca o orgulho da cultura de seu país

Os alunos guineenses apresentaram danças típicas de seu país

A guineense Libânia Fernandes Ca, 19 anos, estava orgulhosa em comemorar o dia da independência do país na Unilab. “É importante para mostrar a nossa pátria para aqueles que não têm a oportunidade de conhecer a nossa cultura. Tenho orgulho de ser guineense, da nossa cultura, tradição e gastronomia”, explicou. As atividades seguiram com a exibição de vídeos sobre a cultura guineense e apresentação de danças típicas do país.

II Torneio Independência da Unilab 

A programação festiva seguiu com a entrega dos trofeus e medalhas aos campeões do II Torneio Independência da Unilab, ação da Pró-Reitoria da Graduação, através da Coordenação de Assuntos Estudantis (Prograd-CAE). Os jogos, nas modalidades de Vôlei Feminino e Masculino e o Futsal Masculino, iniciaram no dia 27 de agosto. As finais foram realizadas nos dias 20 e 21 de setembro. A competição foi organizada em comemoração às independências do Brasil e de Guiné Bissau e teve a participação de 122 estudantes.

José Veríssimo, coordenador de Assuntos Estudantis, e Jorge Marinho, consultor do Nucel

A entrega foi apresentada pelo consultor do Núcleo de Educação, Esporte e Lazer (Nucel), Jorge Marinho. “Percebemos a evolução entre o primeiro e o segundo torneio, principalmente em relação à integração e ao respeito entre os participantes”, analisou Jorge. O coordenador de Assuntos Estudantis, José Veríssimo, também saudou os envolvidos no campeonato. “O esporte e a cultura têm nos provado o quanto são importantes para a solidificação do trabalho na Unilab”, afirmou.

Avassaladoras.com foi Campeã no Vôlei Feminino

Jogadoras do Crocodilos, Vice-Campeão no Vôlei Feminino

O time 5 Estrelas, de Vôlei Masculino, ficou com o título de Campeão

O Integração F.C. foi vice-campeão do Vôlei Masculino

A premiação começou com os vencedores da disputa do Vôlei Feminino. O título de Campeão ficou com Avassaladoras.com. O Vice-Campeão foi o time Crocodilos. No Vôlei Masculino, o time 5 Estrelas foi o Campeão do campeonato. O Integração F.C. foi Vice-Campeão. Os times ganharam trofeus e todos os jogadores ganharam medalhas.

Tubarões Azuis, Bicampeão do Torneio Independência da Unilab no Futsal

O time Djurtus F.C foi o Vice-Campeão do Futsal

O artilheiro Carlos Santos e o goleiro menos vazado Smaiellô Flores

No futsal, o Campeão foi o time Tubarões Azuis que conquistou o Bicampeonato do Torneio Independência da Unilab. O Tubarões Azuis ainda assegurou, pela segunda vez, o prêmio de melhor artilheiro com a performance de Carlos Manuel Ribeiro Santos, de Cabo Verde; e de goleiro menos vazado com Smaiellô Flores Santos. Os dois também receberão trofeus. O time Djurtus F.C foi o Vice-Campeão da disputa.

Programação completa

[gview file=”http://www.unilab.edu.br/wp-content/uploads/2012/09/Convite-Idependência-Guiné-Bissau-final.pdf”]

Categorias