Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Professor faz palestra sobre estudos africanos no Brasil

Por
Data de publicação  02/10/2012, 13:52
Postagem Atualizada há 9 anos
Saltar para o conteúdo da postagem

O professor doutor Wilson Trajano Filho apresenta, na próxima quinta-feira (04/10), às 9 horas, a palestra “Estudos Africanos no Brasil: lacunas e oportunidades”, no anfiteatro da Unilab. O reitor Paulo Speller fará a apresentação do autor. A palestra é uma ação da Pró-Reitoria de Relações Institucionais (Proinst).

O professor Wilson Trajano Filho é bacharel em Música pela Universidade de Brasília (1979), mestre em Antropologia pela Universidade de Brasília (1984) e doutor em Antropologia pela University of Pennsylvania (1998). Ensina no Departamento de Antropologia da UnB desde 1993 e atualmente é pesquisador associado ao Max Planck Institute for Social Anthropology, Halle/Saale (Alemanha). É co-editor do Anuário Antropológico e membro do corpo editorial de vários periódicos no Brasil, Estados Unidos, Portugal e Polônia.

Wilson Trajano realiza pesquisa de campo no Brasil (entre músicos profissionais), na Guiné-Bissau, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe. Sua principal área de interesse é a Antropologia da África, com ênfase nos seguintes temas: história do colonialismo português em África, formação e reprodução das sociedades crioulas na Alta Costa da Guiné, cultura popular e análise de rituais e formas narrativas em sociedades africanas.

Livro “Lugares, pessoas e grupos: as lógicas do pertencimento em perspectiva internacional”, organizado pelo professor Wilson Trajano

Em sua produção bibliográfica, Wilson Trajano é organizador de algumas obras como “As Ciências Sociais no Mundo Contemporâneo: Revisões e Prospecções”, Editora UnB; “Lugares, pessoas e grupos: as lógicas do pertencimento em perspectiva internacional”, editora Athalaia; “O Campo da Antropologia no Brasil”, editora ContraCapa.

Categorias