Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Lula visita a Universidade Aberta do Brasil em Moçambique

Por
Data de publicação  21/11/2012, 17:50
Postagem Atualizada há 9 anos
Saltar para o conteúdo da postagem

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva visitou, na última terça-feira (20), a Universidade Aberta do Brasil em Moçambique, projeto de cooperação entre os dois países. A criação da UAB em Moçambique faz parte das ações do Programa de Apoio à Expansão da Educação Superior a Distância na República de Moçambique, coordenado pela Universidade da Integração Internacional (Unilab) e pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e criado em 2010 durante o Governo Lula.

Ex-presidente Lula participou de solenidade na UP, em Maputo

Lula visitou a Universidade Pedagógica de Moçambique (UP), em Maputo, onde ele participou de uma cerimônia em vídeoconferência com os outros dois núcleos de alunos da Universidade Aberta do Brasil em Moçambique: Beira e Lichinga. Na programação em Maputo, Lula assistiu a um breve relato do coordenador residente do Programa, Oreste Preti, sobre as ações do projeto. Os reitores da Universidade Pedagógica de Moçambique (UP), Rogério Uthui, e da Universidade Eduardo Mondlane (UEM), Orlando Quilambo, parceiras do Programa, também participaram da solenidade.

Lula foi recebido por reitores, professores e alunos

O coordenador residente do Programa, Oreste Preti, e os reitores da UP Rogério Uthui e da UEM Orlando Quilambo participaram da solenidade

O Programa de Apoio à Expansão da Educação Superior a Distância na República de Moçambique reúne universidades moçambicanas (a Pedagógica e a Universidade Eduardo Mondlane) e brasileiras para oferecer cursos a distância. O compromisso do programa é reforçar os laços de solidariedade e de cooperação entre as nações que adotam o Português como língua oficial, por meio de iniciativas que busquem a promoção do desenvolvimento econômico e social, e a integração educacional e cultural de seus povos, além disso, a expansão e interiorização da educação superior nos países de língua oficial portuguesa utilizando ferramentas de educação a distância, principalmente no que se refere à formação de professores para a educação básica.

O Programa de Apoio à Expansão da Educação Superior a Distância na República de Moçambique foi criado na gestão Lula

Inicialmente, Universidade Aberta do Brasil em Moçambique abriu quatro cursos à distância promovidos pela UniRio e pelas Universidades Federais de Goiás, do Paraná e de Juiz de Fora. Segundo o reitor Paulo Speller, agora em atividade, a Unilab está preparando uma proposta de expansão do Programa em Moçambique e futuramente nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOPs) para a formação de professores e profissionais de administração na modalidade a distância. A coordenação do projeto esta a cargo da Coordenação de Educação Aberta e a Distância (CEAD) da Unilab.

Categorias