Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Reitor visita obras do Campus das Auroras

Data de publicação  04/12/2012, 18:38
Postagem Atualizada há 9 anos
Saltar para o conteúdo da postagem

Estrutura que vai abrigar o bloco didático

O reitor Paulo Speller visitou no fim da tarde desta terça-feira (04) as obras dos Campus das Auroras, localizado num terreno de 133 hectares entre Redenção e Acarape. O reitor foi ao canteiro acompanhado do Pró-Reitor de Planejamento, Fernando Afonso, e do Coordenador de Infraestrutura e Desenvolvimento, Plínio Maciel. A estrutura que está sendo erguida neste momento é a que vai abrigar o Bloco Didático. A obra avança para a concretagem da terceira laje.

A edificação terá 16.000m² e vai comportar 40 salas de aula (sala para 42 alunos/sala para 80 alunos), 33 laboratórios, 120 gabinetes de professor, 10 salas de coordenação de cursos e duas secretarias. O prédio terá três pavimentos com capacidade para 2.500 alunos. com Segundo o engenheiro residente da obra, Mário Jorge Cardoso, da construtora Borges Carneiro, 20% dos serviços já foram executados.

Serviço de concretagem da laje de um dos prédios que compõem o bloco didático

A obra ganhou o reforço de uma usina de concretagem, que acelerou a oferta de matéria-prima para o levantamento dos pilares e composição das lajes. Segundo o engenheiro residente, antes eram produzidos cerca de 15m³ de concreto por dia. “Agora com a usina, temos capacidade de produzir até 9m³ de concreto por hora”, disse o engenheiro. Atualmente, 144 operários trabalham no canteiro de obras. Segundo a construtora responsável, até fevereiro esse número deve subir para 200. Nesse momento, parte dos serviços estão sendo realizados até às 19h, totalizando 12h diárias de atividades de construção, com revezamento de turnos. No último mês, em novembro, foram licitados novos projetos do Campus das Auroras. Em breve, será iniciada a construção dos prédios destinados à moradia dos estudantes.

Paulo Speller (reitor), Plínio Maciel (Coord. Infraestrutura) e Fernando Afonso (Pró-Reitor de Planejamento)

O reitor Paulo Speller disse que ficou impressionado com o avanço da obra. “Já deu pra perceber a imponência do projeto. É possível visualizar como vai ser o campus. Aos poucos o conceito de cidade acadêmica vai sendo construído e nós teremos aqui um grande corredor acadêmico e cultural para o Maciço de Baturité. É um sonho que está se tornando realidade”, afirmou o reitor. Paulo Speller disse ainda que com a licitação dos prédios destinados à moradia dos estudantes, o projeto de universidade residencial começa a sair do papel e estabelece, de uma vez por todas, a grande marca da Unilab no panorama da educação superior brasileira.

Campus das Auroras

A implantação dos Campus das Auroras será dividida em duas etapas. A primeira compreende a construção das vias de acesso, infraestrutura geral (redes de água, esgoto e eletricidade), blocos didáticos, residências universitárias e para professores visitantes, restaurante universitário e biblioteca. Na segunda etapa, o projeto prevê a construção de outras unidades didáticas e de residências, outro restaurante universitário, laboratórios, bloco administrativo, reitoria e teatro. O Campus das Auroras terá capacidade para receber 5.000 estudantes e 1.000 funcionários, entre professores e servidores técnico-administrativos.

Categorias