Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Consórcio UFRB – UNILAB – UFBA discute implantação dos cursos de Engenharia nos campi da Bahia

Data de publicação  22/01/2013, 09:24
Postagem Atualizada há 9 anos
Saltar para o conteúdo da postagem

Reunião para discutir Consórcio UFRB, Unilab e UFBA

Durante toda a manhã desta segunda-feira (21), reitores da Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB), Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) e Universidade Federal da Bahia (UFBA), integrantes do Consórcio que leva o nome das instituições federais, participaram em São Francisco do Conde, na Bahia, da reunião sobre a implantação dos cursos de Engenharia nos novos campi. O primeiro encontro no município sanfranciscano, sediado no prédio da Unilab, teve a participação de secretários municipais e da prefeita Rilza Valentim. A equipe que elaborou a proposta do consórcio contou com a participação do professor George Mamede, coordenador da Área de Tecnologias e Desenvolvimento Sustentável da Unilab.

Reitor Paulo Speller (Unilab), no centro da mesa

Essa união em consórcio prioriza também o ajustamento das diretrizes, bem como a pactuação dos princípios que irão nortear a concepção, organização curricular e a oferta dos cursos, especialmente na área de engenharia, nos municípios de Barra, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Luís Eduardo Magalhães (campi da futura Universidade Federal do Oeste da Bahia – Ufoba), Camaçari (UFBA), São Francisco do Conde (Unilab), Feira de Santana (UFRB), Cruz das Almas (UFRB), Itabuna, Porto Seguro e Teixeira de Freitas (campi da futura Universidade Federal do Sul da Bahia – Ufesba). “Estamos imbuídos, principalmente, dos trabalhos de colaboração, integração e economicidade. Trouxemos essa minuta com propostas de integração do consórcio, mas que ainda está em processo de elaboração e discussão. Haverá novas contribuições e aprovação do Conselho para sua finalização”, relatou Paulo Speller, reitor da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira – Unilab.

Dora Leal, reitora da Universidade Federal da Bahia, reforçou que as universidades federais devem trabalhar de forma cooperada e não duplicar seus esforços. “Estimular a cooperação dos corpos docente e discente e do corpo técnico administrativo é fundamental nesse processo. O nosso foco agora é o campus da UFBA em Camaçari, uma nova unidade que terá a oferta de cursos de engenharia”, ressaltou a reitora.

Entre os debates da reunião, temas como regras e critérios internos do Bacharelado Interdisciplinar (BI), mobilidade dos estudantes e tipos de seleção a serem adotadas para ingresso nas universidades foram pautados. O reitor da Universidade Federal do Recôncavo Baiano, Paulo Gabriel Nacif, pontuou a continuidade dos cursos. “Precisamos voltar nosso pensamento para a Pós-graduação e numa nova reunião em que possamos tratar dessa decisão”, disse Nacif em tom convidativo. Para o campus de São Francisco do Conde estão programados os seguintes cursos de Graduação: Bacharelado Interdisciplinar em Ciência & Tecnologia, Engenharia de Petróleo e Gás, Engenharia Mecatrônica e Engenharia Ambiental. Na Pós-graduação está previsto o curso de Tecnologias de Energias e Meio Ambiente.

Um Plano Diretor para a construção dos prédios da Unilab, Polo São Francisco do Conde, já está sendo elaborado. Há na entrada da cidade, localidade da Baixa Fria, um terreno com 50 hectares de área, doado pela Prefeitura, para a edificação da Cidade Universitária. Conforme informações do reitor Paulo Speller, os projetos serão licitados ainda esse ano.

 

Categorias