Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Novos servidores tomam posse na Unilab nesta segunda-feira (17)

Data de publicação  17/06/2013, 13:01
Postagem Atualizada há 8 anos
Saltar para o conteúdo da postagem
O vice-reitor da Unilab, Fernando Afonso, e os novos servidores Carlos Ernesto Bond e Leilane Barbosa

O vice-reitor da Unilab, Fernando Afonso, e os novos servidores Carlos Ernesto Bond e Leilane Barbosa

Cerimônia ocorreu neste dia 17 de junho

Cerimônia ocorreu neste dia 17 de junho

Na manhã desta segunda-feira (17), a professora do Instituto de Ciências da Saúde, Leilane Barbosa, e o assistente em Administração, Carlos Ernesto Bond, tomaram posse como novos servidores da Unilab. O ato foi realizado pelo vice-reitor da universidade, Fernando Afonso.

Leilane Barbosa

Leilane Barbosa

Leilane Barbosa vai lecionar no curso de Enfermagem da Unilab. Ela fez mestrado e doutorado na área de Promoção de Saúde pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e já ensinou na Universidade Federal do Piauí e na Universidade Federal do Sergipe. “Sempre ouvi falar muito bem da Unilab, antes mesmo do início de suas atividades. Sou encantada pela proposta da universidade, principalmente por causa da colaboração com a África. Estou cheia de expectativas. Além do trabalho, estou realizando o meu sonho de voltar pra casa”, comentou. Sobre os projetos que pretende desenvolver na Unilab, ela afirmou: “Eu estudo a promoção da saúde e a prevenção do HIV/ Aids, levando em conta a questão cultural, como crenças e mitos. Espero que eu possa tratar sobre esses assuntos, já que fazem parte de problemas do Brasil e África”.

Carlos Ernesto Bond

Carlos Ernesto Bond

O assistente em Administração, Carlos Ernesto Bond, é o primeiro cadeirante servidor da Unilab. Ele é de Florianópolis, em Santa Catarina, e mora no Ceará há seis anos. Ainda na sua cidade natal, ele teve que interromper os seus estudos na universidade por duas vezes, sendo uma delas, há mais de 10 anos, quando sofreu um acidente automobilístico. Segundo Carlos, essa oportunidade na universidade é um recomeço. “Fiz o concurso público por ser o caminho mais fácil para eu retomar a minha graduação. Espero que, aqui na Unilab, eu tenha a oportunidade de fazer o curso de Administração Pública e conquistar o meu crescimento profissional”. Ao ser questionado sobre as condições de acessibilidade da universidade, ele falou: “Hoje é o segundo dia que estou vindo aqui e achei bem interessante. Há rampas de acesso e os banheiros são adaptados. Achei bacana. Se eu tiver alguma dificuldade, eu vou informando, mas eu sei que é um processo já que eu sou o primeiro cadeirante a trabalhar aqui”.

Categorias