Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Programa de apoio à extensão universitária lança edital com aumento dos recursos

Data de publicação  10/02/2014, 12:07
Postagem Atualizada há 8 anos
Saltar para o conteúdo da postagem

BRASIL

Programas e projetos de extensão universitária, propostos por universidades públicas, institutos federais de ciência e tecnologia, centros federais de educação tecnológica e instituições comunitárias poderão receber recursos de até R$ 300 mil para o seu desenvolvimento. É o que determina o edital 2015 do Programa Nacional de Extensão Universitária (Proext), lançado na última sexta-feira (7), pela Secretaria de Educação Superior (Sesu), do Ministério da Educação.

O Proext é uma ação interministerial, coordenada pelo MEC e desenvolvida em parceria com as instituições públicas de educação superior por meio de programas e projetos de extensão universitária. De acordo com o edital, podem participar do Proext as universidades públicas federais, estaduais e municipais, os institutos federais de educação, ciência e tecnologia, os centros federais de educação tecnológica e as instituições comunitárias.

Para a edição 2015, o edital define um aumento do valor dos recursos, que podem ser destinados a programas, com dois anos de duração (até R$ 300 mil), e a projetos, com duração de um ano (RS 100 mil). O edital de 2014 limitava os valores do último a R$ 50 mil e do primeiro a R$ 150 mil. O novo edital também permite a participação das instituições comunitárias, que não participavam nas edições anteriores.

De acordo com o secretário de educação superior, Paulo Speller, o programa potencializa e amplia os patamares de qualidade da extensão universitária na formação dos alunos, associando a sua natureza pedagógica à missão das instituições de ensino superior públicas. “O Proext é um programa que consolida a identidade universitária por excelência: a realização concomitante e indissociável, pelas universidades, do ensino, da pesquisa e da extensão, conforme estabelece a Constituição brasileira”, disse o secretário.

O lançamento do Proext, em 2003, possibilitou grandes iniciativas no meio acadêmico nas mais diversas temáticas, com destaque para os projetos nas áreas de inclusão social, formação docente e educação de jovens e adultos. “É um importante caminho de aproximação da Universidade com a sociedade”, afirmou Speller. “Os seus projetos e programas, envolvendo inúmeras linhas temáticas e as prioridades de múltiplos parceiros, ampliam decisivamente a pertinência social das ações universitárias e a dimensão pública da educação superior brasileira.”

O programa conta atualmente com 18 parceiros institucionais, entre os quais os ministérios da Cultura, da Integração Nacional, da Justiça, da Pesca e Aquicultura, da Saúde, das Cidades, das Comunicações, do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, do Desenvolvimento Agrário, do Trabalho e Emprego, do Esporte, do Meio Ambiente, da Ciência, Tecnologia e Inovação, além do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, secretarias de Direitos Humanos, de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, de Políticas para as Mulheres e a Secretaria-Geral da Presidência da República.

As instituições têm prazo até o dia 28 de março de 2014 para encaminhar as propostas. As inscrições podem ser feitas na página do programa na internet.

Edital do Proext

Mais informações no site do MEC.

Fonte: Site da Assessoria de Comunicação Social do MEC.

Categorias