Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

8 de Março: encontro virtual debate documentário sobre mulheres guineenses e racismo estrutural na academia

Data de publicação  08/03/2021, 13:15
Postagem Atualizada há 3 meses
Saltar para o conteúdo da postagem

O Núcleo de Pesquisa em Imagem, Som e Texto da Unilab (Sensoria) e o Núcleo de Documentação Cultural Ladeísse Silveira (Nudoc) convidam para o debate do documentário “Racismo Estrutural No Ensino Superior: Relatos De Experiência De Mulheres Guineenses No Brasil”, de Peti Mama. O evento acontece em sala aberta na Plataforma Google Meet, às 18h30 do dia de hoje, como programação reflexiva acerca do Dia Internacional da Mulher.

Diretora do filme, Petit Mama é mestra em Antropologia pela Unilab e atualmente doutoranda (também em Antropologia) pela Universidade Federal do Pará (UFPA).

Petit Mama concluiu graduação e mestrado na Unilab

Com a participação do Coletivo para Emancipação das Mulheres Guineenses (CEMGUI AS OKINKAS), o encontro tem o objetivo de trazer depoimentos determinados por vivências e experiências nas universidades públicas brasileiras e portuguesas.  

Assista o documentário:



“Racismo Estrutural No Ensino Superior: Relatos De Experiência De Mulheres Guineenses No Brasil” faz parte do projeto “Traduzindo as Lutas Antirracistas desde os Sules Globais: Ações transversais desde Internet para o Enfrentamento ao Racismo Epistêmico e Estrutural no Ensino Superior e nas Comunidades”.

Aprovado numa série de ações em rede no marco da convocatória para Ações na Internet da “Iniciativa para  la Erradicación del Racismo en la Educación Superior” pertencente à Cátedra UNESCO “Educación Superior y Pueblos Indígenas y Afrodescendientes en América Latina” da Universidad Nacional de Tres de Febrero (UNTREF), orientada a promover ações na internet que disparem reflexões e debates sobre as múltiplas formas de racismo que ainda persiste nos sistemas de Educação Superior, contribuindo de forma ativa para a sua erradicação.

Categoria