Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Equipe do Instituto de Desenvolvimento Rural e da Proex da Unilab visitam comunidade quilombola Serra do Evaristo (CE)

Data de publicação  04/11/2021, 15:12
Postagem Atualizada há 4 semanas
Saltar para o conteúdo da postagem

Uma equipe da Pró-Reitoria de Extensão, Arte e Cultura (Proex), da Direção do Instituto de Desenvolvimento Rural (IDR) e de professores e estudantes da Unilab visitaram no último dia 29 de outubro a Comunidade Quilombola da Serra do Evaristo, situada a 10 km da cidade de Baturité, no Ceará,  onde residem aproximadamente 160 famílias. A visita, com todos os cuidados sanitários devidos, foi realizada a convite de estudantes da Unilab originários da comunidade e promoveu a aproximação entre a comunidade e a Unilab, ativando a construção de ações conjuntas.

A Comunidade Quilombola da Serra do Evaristo, reconhecida por sua capacidade de mobilização e por sua atuação na luta por direitos, tem desenvolvido ações e efetivado conquistas importantes nas últimas décadas. Nesse contexto, destaca-se o reconhecimento, em 2010, enquanto comunidade quilombola;  a participação em editais e projetos de diferentes instituições públicas e privadas, envolvendo, por exemplo, cisternas de placas, placas de energia solar, instalação de colmeias e processos de beneficiamento de mel e de equipamentos para produção de polpas de frutas;  a implantação do Ponto de Cultura, fortalecendo a interação comunitária, o resgate da sociabilidade e da cultura locais, a capacitação profissional e as vivências artísticas;  a instalação de um ponto de inclusão digital na comunidade.

Outros destaques envolvendo essa comunidade são: a preservação dos conhecimentos e das práticas de medicina tradicional, com a produção de medicamentos fitoterápicos;  as articulações da Comunidade com povos indígenas, particularmente através das juventudes, e também com o movimento negro; a presença de representações locais em conselhos de políticas públicas e de direitos; o reconhecimento do sítio arqueológico encontrado na comunidade, com a escavação arqueológica identificando a presença de povos originários na área desde pelo menos os anos 1300; a implantação do Museu Comunitário; o fortalecimento da educação escolar quilombola na Escola de Ensino Infantil e Fundamental Osório Julião; a preservação da tradição da Dança de São Gonçalo; e variadas ações envolvendo técnicos, docentes e discentes de várias instituições de educação superior, com destaque para a Unilab e o IFCE.

A equipe da Unilab visitou o Museu Comunitário e participou de reunião no Ponto de Cultura, com a participação de lideranças locais, dentre as quais Maria do Socorro Fernandes Castro, reconhecida como Mestra dos Saberes e Fazeres, com destaque para o trabalho com ervas medicinais e com a Dança de São Gonçalo; Evandro Clementino Ferreira, professor, atuante no Museu Comunitário, no Ponto de Cultura e na Associação; e várias lideranças juvenis, inclusive estudantes da Unilab pertencentes à Comunidade. Os diálogos vão continuar de modo integrado e participativo, fomentando ações sociais, econômicas, educacionais e artístico-culturais para fortalecer o desenvolvimento local.

Para a Proex, essas ações são ainda mais importantes porque a Unilab está vivenciando a curricularização da extensão. Um processo que integra as relações entre a universidade e a sociedade ao currículo de cada curso de graduação. A curricularização da extensão é uma oportunidade para que cada curso de graduação possa, através da extensão, fortalecer a inclusão de conteúdos, metodologias e estratégias curriculares que integrem os conhecimentos e as experiências quilombolas e indígenas à formação acadêmica e profissional discente; e ainda promover ações extensionistas que dialoguem com as pautas e as propostas dos estudantes, das comunidades e dos povos quilombolas e indígenas – por exemplo, no caso das licenciaturas, com a educação escolar quilombola e indígena.

Categorias
Palavras-chave

CONTEÚDO RELACIONADO