Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

II Circuito Sociocultural marca início do segundo trimestre

Data de publicação  30/08/2011, 02:23
Postagem Atualizada há 10 anos
Saltar para o conteúdo da postagem
Palestras, show de humor e lançamento de livro foram algumas das atividades que os estudantes da Unilab vivenciaram durante toda a quinta-feira, 25 de agosto, primeiro dia do II Circuito Sociocultural, no Campus da Liberdade, em Redenção. A data marcou o início da acolhida aos estudantes, momento em que se inicia o segundo trimestre letivo para os veteranos e o primeiro trimestre para os calouros.
MUSEU AFRO BRASIL
Ana Lúcia Lopes e Stela Meneghel
Após as boas vindas do reitor Paulo Speller, dando prosseguimento à programação, a pró-reitora de Pesquisa, Pós Graduação e Extensão, Stela Meneghel, fez a apresentação da professora Ana Lúcia Lopes, que deu palestra sobre o Museu Afro Brasil, sediado na capital paulista. Mestre e doutora em Antropologia Cultural, pela Universidade de São Paulo, Ana Lúcia veio à Unilab representando o fundador do museu, o artista plástico baiano Emanuel Araújo, uma das maiores referências em cultura brasileira.
Ana Lúcia Lopes
Na ocasião, Ana Lúcia apresentou um vídeo institucional sobre o Museu Afro Brasil e falou da importância da matriz africana para a nossa história. “Somos um museu do Brasil com uma perspectiva africana”, explicou, acrescentando que o objetivo maior do trabalho que desenvolvem é recontar a história do Brasil através das exposições organizadas pelo Museu.
TEATRO E HUMOR

Grupo Os Risadas

Ao final da manhã, os estudantes vivenciaram diversos momentos de descontração com a apresentação do grupo de teatro Os Risadas, do distrito de Antônio Diogo, em Redenção. Ao apresentar o grupo, o professor Fernando Leão, colaborador da Unilab, destacou que o trabalho era fruto de um curso de teatro de dois anos, promovido pela Secretaria de Cultura de Redenção.

Ao lado do ator, o colaborador Fernando Leão
Segundo Fernando, o grupo foi formado por jovens talentosos e bem preparados em artes cênicas. “Eles fizeram um curso bem completo, composto por módulos teóricos e práticos, onde eles puderam estudar desde a história do teatro até as técnicas de interpretação”, explicou.

Os atores arrancaram risadas do público com suas improvisações

Durante a apresentação, os atores procuraram interagir com os estudantes, que se divertiram muito com as improvisações. A todo instante, a platéia era incentivada a responder perguntas que logo eram transformadas em motivo para piadas. Ao final, os estudantes se dirigiram ao Restaurante Universitário para o almoço.

VIDA ACADÊMICA
O início da tarde foi marcado pela atividade denominada “Vida Acadêmica: múltiplos olhares dos estudantes”, realizada em conjunto pela coordenação de Assuntos Estudantis, centros acadêmicos e comissões. A ideia foi fazer com que os veteranos transmitissem aos calouros um pouco das experiências vividas até o momento e expor os desafios e as situações que todos irão vivenciar em sua vida acadêmica.
Danielly Olimpio, Fábio Almeida, Faustino Rodrigues, Michelly Holanda, Dagneide Bezerra e Lourenço Ocuni Ca
Reunidos no pátio, os estudantes ouviram as palavras do coordenador de Assuntos Estudantis, Lourenço Ocuni Ca e dos representantes estudantis de cada curso: Faustino Rodrigues, presidente do CA de Administração Pública; Michelly Holanda, do curso de Agronomia; Danielly Olimpio, do curso de Ciências da Natureza e Matemática; Dagneide Bezerra, do curso de Enfermagem; e Fábio Almeida, presidente do CA de Engenharia de Energias e representante estudantil da Unilab. Em seguida, os estudantes se dividiram em turmas por curso e puderam ouvir algumas explicações, sob a ótica dos veteranos. Durante a atividade, todos puderam tirar dúvidas, expor preocupações e ouvir dicas para facilitar a sua adaptação à vida acadêmica.

AMBIENTES VIRTUAIS

Professora Maria Aparecida da Silva

Logo depois da conversa em grupo entre estudantes novatos e veteranos, todos voltaram ao pátio para assistir a palestra “Educação Aberta à Distância, Ambientes Virtuais de Aprendizagem e gestão acadêmica no contexto formativo da graduação”, ministrada pela professora e doutora Apuena Gomes, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Sua apresentação foi feita pela coordenadora de EAD da Unilab, professora Maria Aparecida da Silva.

Apuena Gomes

Em sua palestra, Apuena Gomes buscou abordar as várias possibilidades no uso das novas tecnologias de informação e de comunicação. Também mostrou a importância dos ambientes virtuais de aprendizagem e deu exemplos de como será a sala de aula de futuro, além de focar no uso do sistema Moodle na Unilab.

LANÇAMENTO

Paulo Mello e Roberto Galvão

Como parte da programação cultural, o artista plástico Roberto Galvão lançou o livro/catálogo de sua autoria “Africania e Cearensidade”, no final da tarde da quinta-feira. A publicação apresenta levantamento iconográfico de todo o acervo do Museu Histórico e Memorial da Liberdade – classificação, descrição e fotografias-, localizado em Redenção. Autor e obra foram apresentados pelo assessor da Reitoria da Unilab, consultor Paulo Mello, que revelou estatística e situação dos museus brasileiros, em especial a diversidade museológica do Ceará, pouco conhecida pela população.

Publicação do Instituto Olhar Aprendiz , o livro “Africania e Cearensidade” conta com o apoio da Associação dos Municípios do Maciço de Baturité – AMAB e da Prefeitura de Redenção, por meio da Secretaria da Cultura. Os temas do livro estão relacionados às raízes africanas do Ceará. Além da classificação, descrição e fotos de todo o acervo do Museu, traz textos contextualizando a vida e a história da região durante o século XIX.

Categoria