Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Unilab integrada ao Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB)

Data de publicação  21/12/2011, 12:36
Postagem Atualizada há 9 anos
Saltar para o conteúdo da postagem

Depois de um ano e meio de luta, a Unilab e a Coordenação de Ensino a Distância (CEAD) recebem o comunicado da inserção no Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB), da CAPES/MEC. De acordo com a professora Maria Aparecida da Silva (Cida), coordenadora da CEAD e da UAB/Unilab, isto significa que “estamos plenamente aptos para pleitear financiamento para a oferta de cursos de graduação, especialização, mestrado ou doutorado, na modalidade a distância, para o Brasil e/ou exterior”.

Professora Maria Aparecida da Silva, coordenadora da CEAD E UAB/Unilab

 De acordo com a coordenadora, são financiáveis exclusivamente cursos para formação de professores para o ensino fundamental ou para a formação de administradores públicos, conforme definido por lei.

 No primeiro momento, acrescenta a professora Cida, o financiamento abrange recursos para construção de prédio, aquisição de equipamentos, veículos, vagas para docentes e servidores técnico-administrativos efetivos. No geral, inclui acervo bibliográfico, impressão de livros, viagens para pólos, pagamento de tutoria, de professores, de equipe administrativa e outras tantas necessidades para a oferta dos cursos.

 O Sistema UAB é regulamentado por leis, portarias e resoluções próprias aprovadas pelo Congresso Nacional, MEC e CAPES e possui um sistema específico de financiamento de cursos e de bolsas acadêmicas para a contratação de docentes e servidores técnico-administrativos.

 “Ainda que muitas pessoas não concordem com o sistema de tutoria vigente na UAB, ele tem a vantagem de exigir que os tutores sejam servidores públicos municipais, estaduais ou federais, com especialização, mestrado ou doutorado ou alunos de programas de pós-graduação de instituições públicas ou por fim, professores voluntários que comprovem vínculo com instituições públicas. Portanto, os nossos servidores técnico-administrativos serão bem-vindos caso queiram vir a ser tutores”, argumenta a professora Cida.

 Quanto a ser professor do sistema UAB, a exigência é que possuam mestrado ou doutorado na área do curso e disciplina a que se candidate a lecionar e que tenha vínculo com instituição pública. Serão preferencialmente da UNILAB. Tendo o mestrado ou doutorado, podem ser servidores técnico-administrativos. A contratação de docentes que não sejam da UNILAB (docentes ou servidores) deverá ser regulamentada.

Nos primeiros dias de janeiro vão começar as articulações para o início da oferta de cursos pelo Sistema UAB.  O primeiro passo são os projetos dos cursos. Em paralelo, o foco será a ampla divulgação sobre o Sistema e o início do programa de capacitação.

“Para todos nós, a definitiva inserção da Unilab no Sistema UAB significa também muito trabalho, para todos os que querem se engajar na luta, para que o acesso ao ensino público, gratuito e de qualidade seja democrático e que alcance a todos os interessados, independentemente de suas origens e de onde vivam”, enfatiza a coordenadora.

Categorias