Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Unilab recebe novos alunos de Guiné-Bissau

Data de publicação  30/11/2012, 13:41
Postagem Atualizada há 9 anos
Saltar para o conteúdo da postagem

Estudantes guineenses chegaram nesta quinta-feira (29)

O grupo, formado por 22 estudantes guineenses, foi o primeiro a chegar ao Ceará para o início das aulas na Unilab em janeiro de 2013. Os guineenses estão inscritos nos cursos como: Administração Pública, Enfermagem, Agronomia e Engenharia de Energias.

Eles chegaram a Fortaleza nesta quinta-feira (29) e seguiram para Redenção, onde foram recebidos pelos alunos dos cursos de Ciências Humanas e Letras. Segundo o coordenador de Assuntos Estudantis, José Veríssimo, a recepção dos alunos guineenses nesta quinta-feira (29) foi vibrante, contando com a presença de estudantes veteranos brasileiros e estrangeiros, além de professores. “Após a chegada deles, a Prograd, por meio da CAE, vai dar todo o apoio para a regularização dos documentos de permanência, além de promover atividades de integração entre os estudantes”. Na manhã desta sexta-feira (30), os recém-chegados aproveitaram para conhecer a estrutura do Campus da Liberdade.

Ndjode Albino dos Santos

Ndjode Albino dos Santos, 19 anos, vai cursar Administração Pública. Ela conheceu a universidade por meio de amigos e decidiu vir ao Brasil por ser uma boa oportunidade para a qualificação profissional. “Para mim, fica melhor estudar aqui. Espero me dar bem e voltar ao meu país para dar as minhas contribuições”, ressaltou a estudante.

Madilio Pereira

Madilio Pereira, 25 anos, também falou sobre as suas expectativas em relação a essa nova etapa da vida. “A Unilab é uma instituição que atua na cooperação entre os países. Essa harmonia entre Brasil e Guiné é muito importante. É por isso que eu decidi vir para cá. Estou em busca de conhecimento. Desejo acatar todas as informações que a Unilab vai me passar”, explicou o aluno que terminou os estudos no ano passado.

Ngato Vicente Oroa

A jovem de 17 anos, Ngato Vicente Oroa, vai cursar Enfermagem. “Espero estudar o máximo e atingir os meus objetivos aqui, que é finalizar o meu curso e receber o meu diploma. Quero trabalhar e contribuir para o meu país”, disse. Quando questionada sobre o apoio da família, ela enfatizou: “Os meus pais sempre me apoiaram. Quando eu quis vir, eles disseram para eu me esforçar e deixar de brincadeira”.

Francisco Jorge Cantchungo

Francisco Jorge Cantchungo, 21 anos, está contente por estar na Unilab. “Vou me esforçar muito para ser um bom quadro depois de formado e quero regressar ao meu país. A minha família vai ficar muito contente com o meu empenho nos estudos”, destacou.

Jorge Cá

O morador da cidade de Safim, em Guiné, Jorge Cá, falou da felicidade em cursar Agronomia. “É um grande prazer. É o meu sonho fazer Agronomia. O meu pai é um grande agrônomo e eu quero seguir a carreira dele”, revelou.

Projeto Travessia

A acolhida dos estudantes estrangeiros faz parte do Projeto Travessia, desenvolvida pela Pró-reitoria de Graduação da Unilab, por meio da Coordenação de Assuntos Estudantes (CAE). A iniciativa promove ações de acolhida e recepção dos novos estudantes, vindos de outros países, para que tenham uma integração mais harmônica com a Universidade e a cidade de Redenção.

A pró-reitora de Graduação em exercício, Artemis Pessoa Guimarães, deu boas vindas aos guineenses. “A Universidade se alegra com a chegada dos novos estudantes. A Prograd deseja que eles possam ter um excelente proveito acadêmico durante a realização do curso de graduação”, comentou.

Até o final deste ano, a Unilab vai receber mais de 20 alunos oriundos de Cabo Verde, Angola e de São Tomé e Príncipe.

Categorias