Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Estudantes e trabalhadores rurais participam da III Semana da Agricultura da Unilab

Data de publicação  23/01/2013, 12:23
Postagem Atualizada há 9 anos
Saltar para o conteúdo da postagem

Programação segue até sexta-feira (25)

A III Semana de Agricultura da Unilab teve abertura nesta quarta-feira (23) com expressiva participação de agricultores da região do Maciço de Baturité e estudantes do curso de Agronomia da universidade. Nesta edição, foram realizadas mais de 250 inscrições.

Reitor da Unilab, Paulo Speller

A abertura foi realizada pelo reitor Paulo Speller que saudou os participantes e os integrantes da organização do evento. “Estamos orgulhosos de estarmos realizando já a terceira edição deste encontro. Na primeira, realizada em Pacoti, nós fizemos antes do início do curso de Agronomia, com os agricultores locais. Para esta edição, quero agradecer o apoio do Banco do Nordeste e reforçar a importância das parcerias para a realização de eventos como este, por exemplo, mantendo a relação com a Secretaria de Municipal de Agricultura”, disse.

Coordenador da área de Desenvolvimento Rural, Rodrigo Azevedo

O coordenador da área de Desenvolvimento Rural, Rodrigo Azevedo, destacou a importância das instituições de ensino conhecerem de perto a realidade dos agricultores. “A universidade deve abrir espaço para a comunidade e produzir conhecimento para atender as demandas da sociedade. Não é querer mudar a prática do agricultor, mas fazer a ponte entre a realidade concreta e o pensamento científico, criando uma cumplicidade com a comunidade”, comentou.

Secretário de Agricultura de Redenção, Paulo Marcelo Rabelo Franco

O secretário de Agricultura de Redenção, Paulo Marcelo Rabelo Franco, falou das ações da Prefeitura para a área. “Estamos no início da gestão, então iremos realizar um mapeamento das associações e dos potenciais do nosso município para que possamos levar projetos e captar recursos junto a Secretaria do Desenvolvimento Agrário e ao Ministério do Desenvolvimento Agrário. Nunca, na história do Ceará foram disponibilizados tantos recursos para esta área”, observou o secretário.

Estudante do curso de Agronomia, Amália, ao lado da mãe, Maria Océlia

A agricultora do município de Barreira, Maria Océlia Santiago Lima Sousa, participou do evento. “A minha filha me convidou e eu me interessei em vir para melhorar o nosso sistema de trabalho e ter a chance agora que a gente não teve quando era mais novo”, comentou Dona Océlia, que tem uma horta de mandioca, milho, feijão e caju, além de produzir doce e cajuína. “A gente produz para consumo próprio e só repassa pra venda quando ultrapassa o nosso”, garantiu.

Dona Océlia veio acompanhada das duas filhas, uma delas é a estudante do curso de Agronomia, Amália Santiago Sousa. “É um orgulho mútuo, porque eu faço o curso que eles desejam para os filhos e vou colocar em prática o que aprendi na universidade na minha casa. Vai unir o útil ao agradável”. Sobre a ideia de juntar agricultores e estudantes, ela analisou: “vai ser uma troca entre o conhecimento popular e o científico. A partir dos minicursos, eles irão utilizar o que aprenderam na sua realidade local”.

Professora da UFC, Raquel Maria Rigotto

A programação da III Semana da Agricultura da Unilab continuou com a palestra da professora da Universidade Federal do Ceará, Raquel Maria Rigotto, com o tema “Uso e abuso dos agrotóxicos”. Ela, que coordena o grupo “Trabalho, Ambiente e Saúde para a Sustentabilidade (TRAMAS)”, falou sobre o crescimento mundial do mercado de agrotóxicos. “Desde 2008, o Brasil é campeão mundial de consumo de agrotóxicos. Em 2009, foram consumidos 1 milhão de toneladas. Por isso, essa indústria tem uma grande força econômica, o que dificulta bastante o debate aprofundado sobre o tema”, enfatizou.

Ela abordou também os malefícios sobre o uso dos agrotóxicos para o meio ambiente e para saúde, principalmente, dos trabalhadores rurais. “Ao ser utilizado, o produto químico contamina o solo, as águas subterrâneas, o ar, os alimentos e até as nuvens”, acrescentou.

Minucursos

No período da tarde, foram ministrados os minicursos com as temáticas “Julgamento de zebuínos”, com o professor Célio Pires Garcia (UECE); “Produção de hortaliças”, com o professor Luis Antonio da Silva (UNILAB); e “Máquinas Agroecológicas”, com o professor Daniel Albiero (UFC). A programação com minicursos segue até sexta-feira (25).

Minicurso Curso de exterior e julgamento de zebuínos, com o professor Célio Pires Garcia (UECE)

Minicurso Produção de hortaliças, com o professor Luis Antonio da Silva (UNILAB)

Minicurso Máquinas Agroecológicas, com o professor Daniel Albiero (UFC)

Minucurso: Criação racional de abelhas indígenas – Meliponicultura, com o professor Marcos José de Arruda Garcia

Minicurso: Plantas medicinais, aromáticas e condimentos cultivo, manejo e uso, com a professora Maria de Fátima Coelho

Minicurso: Projetos de irrigação para os produtores de base familiar da Secretaria Estadual do Desenvolvimento Agrário, com o professor Marcos Hermógenes.jpg

Minicurso: Redirecionando o paradigma: do combate à seca à convivência no semiárido. Professoras: Elza Maria Franco Braga e Catarina Rabelo

Minicurso: Fitoterapia. Professora: Sandra Sely Silveira Maia e Silva

Minicurso: Relação Solo e Ambiente. Professor: Francisco Nildo da Silva (UNILAB)

Minicurso: Além da fronteira agrícola: a utilização de solos em outros contextos. Professora: Raiana Lira Cabral (UFC)

Minicurso: Criação sustentável de galinhas caipiras. Professor: Maria Gorete Flores Salles (UNILAB)

Programação completa

[gview file=”http://www.unilab.edu.br/wp-content/uploads/2013/01/PROGRAMACAO-III-SEMANA-DE-AGRICULTURA1.pdf”]

 

Categorias