Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Unilab comemora 38 anos da Independência de São Tomé e Príncipe

Data de publicação  11/07/2013, 17:20
Postagem Atualizada há 8 anos
Saltar para o conteúdo da postagem

DESTAQUEIndependênmcia-SANTOM

Toda a comunidade acadêmica da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) comemorará, nesta sexta-feira (12), o Dia da independência de São Tomé e Príncipe. Tendo como palco o Anfiteatro do Campus da Liberdade (Redenção-CE), e com início às 18 horas, a celebração será guiada por estudantes santomenses e representantes da administração da instituição.

Com presença confirmada da professora Ana Lúcia Silva Souza, pró-reitora de Extensão, Arte e Cultura, o encontro também contará com apresentações musicais, performance de danças típicas e outras manifestações culturais, além de uma apresentação acerca da história e da sociedade de São Tomé e Príncipe.

São Tomé e Príncipe
A República Democrática de São Tomé e Príncipe é um estado insular localizado no Golfo da Guiné. Composto por duas ilhas principais (Ilha de São Tomé e Ilha do Príncipe), alémd de várias ilhotas, tem uma área total de 1001 km² e mais de 187 mil habitantes. Por ser um Estado insular, não tem fronteiras terrestres, mas situa-se relativamente próximo das costas do Gabão, Guiné Equatorial, Camarões e Nigéria.

As ilhas de São Tomé e Príncipe estiveram desabitadas até 1470, quando os navegadores portugueses João de Santarém e Pedro Escobar as encontraram. Passaram a ser, então, uma colónia de Portugal desde o século XV até sua independência em 12 de julho de 1975. Hoje, São Tome e Príncipe é membro da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Serviço – Comemoração dos 38 anos de Independência de São Tomé
Data: 12 de julho
Horário: 18 horas
Local: Anfiteatro da Unilab, Campus da Liberdade (Redenção-CE)
Atrações: performance de Puita, dança típica de São Tomé e Príncipe (normalmente dançada exclusivamente por santomenses, vai ser dançada por cabo-verdianos, moçambicanos, guineenses, timorenses, angolanos e brasileiros, num ato de integração); poesia “Amor e liberdade”, de Délcio Barreto e Aguizido Leopoldino; esquete teatral “Busca pela Liberdade”, de Gersiley Ivanic Lopandza e Cicley Dias, com Stallone Smith, Jerio Fernandes, Denise Vilhete, Algel Esperança e Luís Carlos Marques; performance de dança típica Deixa.

Categorias