Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Quarta Cultural Maciço de Arte debate curta metragem “Vista Minha Pele”, neste dia 09 de julho

Data de publicação  07/07/2014, 16:31
Postagem Atualizada há 7 anos
Saltar para o conteúdo da postagem

joel

A Quarta Cultural Maciço de Arte debate neste dia 09 de julho o curta metragem “Vista Minha Pele”, de Joel Zito Araújo. A exibição do filme será às 19:30h, no pátio administrativo, do Campus da Liberdade.

O debate será conduzido pela coordenadora de Arte e Cultura, prof. Rebeca de Alcântara e Silva Meijer. A exibição é aberta ao público e é uma realização da Pró-Reitoria de Extensão, Arte e Cultura (Proex) da Unilab.

Resenha crítica do filme “Vista minha pele”

Uma menina branca passando por tudo o que passa uma menina negra, tentando vencer da melhor maneira possível o preconceito, queixando-se, argumentando com o público suas dúvidas, medos e até segredos de uma chamada
“estrangeira”. É este o tema do filme “Vista minha Pele”, tratando do preconceito que muitos jovens passam na adolescência de um jeito bem diferente e criativo.

Tirando a pele clara, cabelos loiros, olhos azuis… o que sobra da personagem Maria? Nada, além de uma garota que tem sonhos como a gente, que estuda, que tem sua família, que vive para encontrar o seu futuro em uma sociedade racista, preconceituosa e hipócrita, por ver que há discriminação e vira as costas para o problema aparente. A estigmatizaçao que tem no filme, mesmo sendo passada em um mundo totalmente fictício, mostra que a parte da população que estigmatiza também poderia passar por essa grande desigualdade, afinal, somos todos iguais.

As questões raciais que são relatadas, nos permitem pensar sobre nossa própria realidade, nossa vida e como tratamos os outros sem pensarmos apenas em nós mesmos. Maria é uma estrangeira, pois mesmo tentando ser uma garota normal, que faz parte de um grupo, ela não é aceita pelo restante, por causa da sua pele, seu jeito de ser, entre outras coisas que a fazem ser uma “outsider”.

Categorias