Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Estudantes comemoram 41 anos da independência de Guiné-Bissau com atividades artísticas

Data de publicação  25/09/2014, 14:24
Postagem Atualizada há 7 anos
Saltar para o conteúdo da postagem
Alfa e Honorata

Alfa Aliu Embaló e Honorata Dias foram os cerimonialistas do evento.

Durante a Quarta Cultural Maciço de Arte deste dia 24, os estudantes realizaram o encerramento das comemorações dos 41 anos de independência de Guiné-Bissau. Durante o evento, foi realizada uma programação artística em alusão à data e à cultura do país.

mesa2

Mesa de abertura da comemoração dos 41 anos de independência de Guiné-Bissau.

As atividades tiveram início com a entonação do Hino Nacional de Guiné-Bissau e a composição da mesa de abertura. A mesa foi formada pelo vice-reitor da Unilab, Fernando Afonso Ferreira; pela pró-reitora Extensão, Arte e Cultura, Ana Lúcia Sousa; do representante dos servidores técnico-administrativos, Fábio Paulino; pelo professor do Instituto de Humanidades e Letras, Sebastião André Alves de Lima, pela presidente da Comissão Organizadora do evento, Idrissa Cassama, e pelo presidente da Associação de Estudantes Guineenses, Marciano Urem Costa. Os convidados felicitaram a comunidade guineense presente e parabenizaram o país pela conquista da independência.

Dança-tradicional

Estudantes destacam a cultura guineense através de apresentações artísticas.

Na programação, os estudantes apresentaram danças das etnias Bijagós, Mandjacu e Balanta, além de músicas e poesias. Os discentes encenaram também duas peças de teatro. A primeira contou a lenda da rainha da Ilha de Orango, Okinka Pampa, que expulsou os portugueses da região. A segunda peça falou sobre a independência do país, destacando o papel de Amílcar Cabral, Osvaldo Vieira e Aristides Pereira durante a mobilização da população para lutar pelo país.

Desfile1

Desfile de trajes típicos do país.

Ao final, alunos de diferentes nacionalidades desfilaram com os trajes típicos das regiões de Guiné-Bissau, como Bafatá, Gabú, Biombo, Cacheu, Quinará, Tombali, Oio, Bolama Bijagós e o Setor Autônomo de Bissau.

Desfile

Alunos timorenses desfilam com as roupas tradicionais de Guiné-Bissau.

A comemoração da independência de Guiné-Bissau começou na última quinta-feira (18). Durante estes dias, os guineenses realizaram palestras para alunos das Escolas Maria do Carmo Bezerra, em Acapare, e Maria Augusta Russo dos Santos, em Redenção, e organizaram seminários com professores da Unilab sobre Educação, Meio Ambiente e Administração Pública voltados para a realidade do país africano.

Estudantes do Campus dos Malês celebram aniversário de independência do país

Os estudantes guineenses, ligados ao Instituto de Humanidades e Letras (IHL) do Campus dos Malês, em São Francisco do Conde, participam, entre os dias 24 e 26 de setembro, da celebração dos 41 anos de independência do país na Universidade Federal da Paraíba (UFPB). O evento, organizado pelo Núcleo de Estudos e Pesquisas Afro-brasileiros e Indígenas da UFPB e pela Comunidade guineense em João Pessoa, terá poesias, músicas, palestras, oficinas e filmes.

O objetivo do encontro é proporcionar um momento de integração e de disseminação de usos, costumes e demais aspectos do país, além de permitir o intercâmbio de conhecimento entre Guiné-Bissau e o Brasil. Além dos estudantes, o professor da área de Filosofia do IHL, Cléber Lambert, participa deste evento.

Categorias