Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Encontro promove troca de experiências entre técnico-administrativos da Unilab e UniLúrio (Moçambique)

Data de publicação  16/12/2014, 15:26
Postagem Atualizada há 7 anos
Saltar para o conteúdo da postagem
Servidoras da UniLúrio

Servidoras da UniLúrio

Nesta segunda-feira (15) ocorreu, no Campus da Liberdade, em Redenção/CE, reunião entre os técnico-administrativos da Unilab e as servidoras da Universidade Lúrio (UniLúrio), de Moçambique: Ana Banete, Natalia Halafo e Lucia Cuacheque. O momento voltou-se à troca de experiências, debatendo rotinas administrativas, integração e internacionalização. Houve transmissão para o Campus dos Malês, em São Francisco do Conde (BA).

Inicialmente, as servidoras expuseram um pouco da estrutura da UniLúrio e sua história. Fundada em 2007, a UniLúrio é uma universidade pública com três campi, localizados nas três províncias do Norte de Moçambique: Nampula, Niassa e Cabo Delgado. A instituição conta com seis faculdades: de Ciências da Saúde; Engenharias e Ciências Naturais; Ciências Agrárias; Engenharias; Ciências Naturais; e Arquitetura e Planeamento Físico.

Em seguida, os técnico-administrativos da Unilab levantaram questões relativas à organização das duas universidades: o ingresso de estudantes, recepção de alunos estrangeiros, natureza do vínculo dos servidores, plano de carreiras e organização interna do trabalho.

Roda de conversa entre os técnico-administrativos da Unilab e as servidoras da UniLúrio.

Roda de conversa entre os técnico-administrativos da Unilab e as servidoras da UniLúrio.

A maioria dos estudantes da universidade é moçambicana, entretanto, recebem estudantes estrangeiros, como do Brasil, São Tomé e Príncipe e Estados Unidos. Ocorre seleção única, ou seja, é a mesma para moçambicanos e estrangeiros.

Os alunos realizam projetos de extensão. Um deles, voltado à prevenção de doenças, chama-se “Um estudante, uma família” e os cursos de Enfermagem, Farmácia, Medicina, Medicina Dentária, Nutrição e Optometria.

Para a servidora moçambicana Ana Banete, da área de Relações Públicas, a vivência na Unilab está valendo a pena. “Estamos a achar uma experiência interessante, porque a Unilab tem áreas que ainda não temos lá, sobre tratamento dos documentos, memorandos etc. Vale a pena [esse intercâmbio], esperamos que essa experiência não seja só UniLúrio/Unilab, mas que a Unilab chegue também à UniLúrio para ver a forma como trabalhamos lá”, disse.

Pró-reitor de Relações Institucionais, Cássio Rubio destacou a importância do momento para um dos pilares da Unilab, a internacionalização. “É importante conversar sobre internacionalização com os servidores técnico-administrativos da Unilab, porque são vocês que fazem o trabalho no dia a dia. A internacionalização é de todos os setores, aliás, é da Unilab toda”, frisou.

Agenda

As técnicas chegaram à Unilab no último dia 10 e desde então acompanharam algumas rotinas, como a organização de eventos, acordos de cooperação e relações institucionais. Tiveram encontro com a Pró-Reitoria de Relações Institucionais. Na quinta-feira (11), houve encontro com a reitora, no Campus da Liberdade, reunião com a Procuradoria e apoio nos preparativos da Colação de Grau da Unilab.

Categorias