Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Coordenação de Assistência à Saúde do Estudante inaugura sala nos Palmares

Data de publicação  13/05/2016, 14:50
Postagem Atualizada há 6 anos
Saltar para o conteúdo da postagem
Destaque_DSC_0059

Membros dos núcleos junto com o pró-reitor de Políticas Afirmativas e Assistência Estudantil, Alexandre Cunha, e a coordenadora da Coase, professora Flávia Magalhães.

A Coordenação de Assistência à Saúde do Estudante (Coase), vinculada à Pró-Reitoria de Políticas Afirmativas e Estudantis (Propae), inaugurou sala para atendimento a estudantes na Unidade Acadêmica dos Palmares, em Acarape/CE. Com isso, a Coase expande sua estrutura, antes somente no Campus da Liberdade.

A sala inclui os três núcleos da Coase: Núcleo de Assistência à Saúde do Estudante (Nuase), Núcleo Interdisciplinar de Atenção às Subjetividades (Nias) e o Setor de Acessibilidade (Seace). Tem consultório, sala de atendimento psicológico e ambulatório/acolhimento, com profissionais capacitados para acolhimento, escuta qualificada e atendimentos eletivos e encaminhar para os serviços de saúde, caso seja necessário. A iniciativa visa também atender ao eixo assistência à saúde do estudante, preconizado pela Política Nacional de Assistência Estudantil (PNAES, 2010).

Pró-reitor de Assistência Estudantil, Alexandre Cunha explica que a ideia de reestruturar o atendimento à saúde de estudantes e servidores na Unilab surgiu a partir de diálogo entre a Propae, a Pró-Reitoria de Administração (Proad) e o reitor, Tomaz Santos. “Levantamos lacunas, pensamos a organização da equipe e decidimos criar duas coordenações. Convidamos membros da comunidade acadêmica, aproveitamos a prata da casa, os professores do Instituto de Ciências da Saúde (ICS). A antiga Coordenação de Saúde e Bem-Estar (Cosbem) contribuiu muito para que fosse feita a reestruturação e chegamos a um bom patamar em pouco tempo, estrutura está à frente de muitas outras instituições”, afirmou.

O Núcleo de Assistência à Saúde do Estudante (Nuase) conta com a supervisão da professora Paula Marciana Pinheiro. A equipe é constituída também por uma odontóloga, três enfermeiros, dois médicos e três técnicas de enfermagem. Os atendimentos odontológicos estão ocorrendo em instalações do município de Redenção, a partir de parceria da Unilab com a prefeitura.

O Núcleo Interdisciplinar de Atenção às Subjetividades (Nias) é integrado por uma psicóloga nos Palmares e duas na Liberdade e oferece plantão psicológico e consulta eletiva. Pelo site, o estudante pode inclusive escolher a psicóloga por quem deseja ser atendido.

O Nias também desenvolve o projeto Trilhas, com orientação vocacional, orientação para liderança e participação em movimentos estudantis e orientação voltada para a carreira profissional. O núcleo pode ser acionado pelos docentes, como ocorreu, por exemplo, no curso de Engenharia de Energias: o setor de Estágio solicitou ao Nias orientação aos estudantes para a redação dos currículos.

Seace recebe doação de impressora Braille da UFC

IMG_20160505_090817676

Professora Lorita Pagliuca, aposentada da UFC e atualmente professora visitante na Unilab, entrega a impressora Braille ao Nace, recebida pela professora Monaliza Ribeiro.

O recém-criado Setor de Acessibilidade (Seace) é formado pela gerente, a enfermeira e professora Monaliza Ribeiro, e três intérpretes em Língua Brasileira de Sinais (Libras). O setor foi criado para atender ao documento orientador do Programa Incluir – Acessibilidade na Educação Superior SECADI/SESu-2013 -, que versa sobre a institucionalização da Política de Acessibilidade nas Universidades. A proposta do Seace foi construída em outubro de 2015 e suas atividades iniciadas em janeiro deste ano.

“O setor visa garantir o acesso, inclusão e permanência de pessoas com deficiência à vida acadêmica, eliminando barreiras pedagógicas, arquitetônicas, comunicacionais, atitudinais, além de promover o cumprimento dos requisitos legais de acessibilidade”, explica Monaliza.

O setor já realizou levantamento inicial sobre estudantes que têm alguma deficiência e o estudante pode solicitar, por exemplo, acompanhamento dos intérpretes de Libras em sala de aula e eventos. Também há o levantamento das barreiras arquitetônicas, físicas, identificando-as e propondo mudanças.

Recentemente, o setor recebeu da Universidade Federal do Ceará (UFC) a doação de uma impressora Braille, para que possa adaptar materiais educativos e pedagógicos. A professora Dra. Lorita Marlena Freitag Pagliuca, professora aposentada da Universidade Federal do Ceará, e atualmente pesquisadora visitante da Unilab, trabalha e tem experiência na temática da pessoa com deficiência, e quis contribuir com a implantação do Setor de Acessibilidade, e consequentemente, o desenvolvimento de suas atividades, e se disponibilizou a doar a impressora Braille, patrimônio da UFC para o Seace.

Leia mais sobre a reforma da sala no site da Proplan.

Categorias