Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Museologia Social leva estudantes da Unilab a Ecomuseu da região serrana do Ceará

Data de publicação  28/06/2017, 12:28
Postagem Atualizada há 4 anos
Saltar para o conteúdo da postagem

Estudantes da Unilab em visita ao Ecomuseu de Pacoti.

Partindo da concepção de educação como uma prática social focada no fenômeno da Museologia Social, as professoras Elisangela André e Sinara Mota das disciplinas de Estágio Curricular Supervisionado do Curso de Licenciatura em Ciências da Natureza e Matemática, vinculado ao Instituto de Ciências da Natureza (Icen), promoveram uma aula de campo no primeiro Ecomuseu de Pacoti, na Serra de Baturité/CE, com o objetivo de dialogar sobre as práticas educativas no território através da estimulação dos estudantes.

O trabalho desenvolvido pela Museologia Social se define como uma área de estudos e práticas dedicada a compreender e promover a apropriação dos meios de produção e gestão do patrimônio integral de uma comunidade (abarcando aspectos culturais, naturais e sociais, nas dimensões materiais e imateriais). Em resumo, ela trabalha para reconhecer e fortalecer as práticas culturais libertadoras desenvolvidas por coletivos e grupos sociais por meio do diálogo solidário de saberes.

Segundo Elisangela André, “o exercício da reflexão e do olhar problematizador sobre a educação nos diferentes contextos em que se processa, auxilia os futuros educadores a perceberem como a história, a cultura e os saberes dos educandos podem ser cada vez mais valorizados no processo de construção do conhecimento”, destacou a professora do Icen.

A aula de campo aconteceu no primeiro Ecomuseu de Pacoti/CE, no último dia 22 de junho com os estudantes brasileiros, africanos e timorenses, onde se promoveu as várias formas de pensamentos., além de promover o diálogo entre escola e comunidade, no sentido de reconhecer a partir dos processos formativos seus locais de origem como espaços educadores, ricos em cultura, história e patrimônio.

O aprenzado da Museologia Social em visita ao Ecomuseu de Pacoti/CE

Para as professoras, os projetos investigativos-formativos dessa natureza se constituem como uma importante referência política, pedagógica e epistemológica aos educadores em formação e ao mesmo tempo materializa o compromisso institucional da Unilab com a diversidade, com a cooperação e a integração.

O estudante do Icen, Welisson Pires, comentou como são importantes as redes de colaboração que a escola constrói junto com a comunidade e como o trabalho desenvolvido pelos professores pode tornar a cidade um lugar melhor de se viver. Para a timorense Lizatória Joanico, seu país carece de projetos dessa natureza e ela afirma que, quando retornar à sua terra natal, utilizará essa experiência para registrar o patrimônio de sua comunidade.

As disciplinas de estágio supervisionado, enquanto componente curricular e campo de construção de conhecimentos sobre a docência, estão sendo desenvolvidas no contexto nacional com práticas investigativas e trabalhos colaborativos junto às escolas de educação básica onde se dá o diálogo entre a universidade e as instituições de ensino.

O Ecomuseu de Pacoti está localizado na Serra de Baturité, no Ceará e foi idealizado pelos alunos da Escola Menezes Pimentel, de Pacoti (CE), incentivados pelo professor de História Levi Jucá, aproveitando a área verde de Pacoti, considerada como “Ilha verde” de Mata Atlântica em pleno sertão cearense.

Os docentes Elisangela André, Sinara Mota, Maraline Rocha e Levi Jucá.

O grupo organizou algumas visitas técnicas a museus e outros espaços culturais da região e da capital e decidiu criar o primeiro Ecomuseu de Pacoti. Esse projeto foi um dos vencedores do Desafio Criativos da Escola de 2015. Com a ajuda de um engenheiro da comunidade, fizeram o projeto ecológico – o primeiro museu de plástico do país, com a doação de um terreno pela Universidade Estadual do Ceará (Uece).

O coordenador e professor do Ecomuseu, Levi Jucá, ressalta a importância papel desenvolvido pelos estudantes como protagonistas no processo de construção do conhecimento e na manutenção do projeto. Além disto, ressaltou, ainda, que os estudantes que fizeram parte da implantação do projeto estão cursando os cursos de licenciaturas em Ciências Biológicas e em Engenharia de Energias da Unilab.

Categorias