Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Parcerias com instituições baianas visam ao fortalecimento do projeto Medicina no Campus dos Malês

Data de publicação  18/08/2017, 14:59
Postagem Atualizada há 4 anos
Saltar para o conteúdo da postagem

Mírian Sumica, presidente da Comissão de Implantação do Curso de Medicina, e José Bites de Carvalho, reitor da UNEB

Na tarde da última terça-feira (15), foi realizada mais uma reunião para o fortalecimento da implantação do curso de Medicina no Campus dos Malês, em São Francisco do Conde/BA. Desta vez, o encontro aconteceu na reitoria da Universidade do Estado da Bahia – UNEB, na presença do reitor da instituição, professor José Bites de Carvalho, e da presidente da Comissão de Implantação do Curso de Medicina na Unilab – Campus dos Malês, professora Mírian Sumica Carneiro Reis.

O objetivo da reunião, assim como a ocorrida na semana passada na Faculdade de Medicina da Bahia da UFBA, foi buscar uma cooperação acadêmico-científica como estratégia de fortalecimento do projeto de implantação do curso. Para a presidente da comissão, o apoio das IES baianas ao curso de Medicina, ao Campus dos Malês e à Unilab é o reconhecimento da importância da instituição, seu projeto e sua missão. “Com as parcerias, colocamos em prática o princípio da solidariedade e seguimos mais fortes no cumprimento do projeto institucional de educação superior acessível, inclusiva e cidadã, superando os desafios para atender às demandas do Recôncavo Baiano e dos países parceiros”, explicou Mírian Sumica.

A proposta de parceria com a UNEB resulta do reconhecimento da instituição, que tem em seu curso de Medicina o segundo a ser oferecido por uma universidade pública no estado da Bahia, com início das atividades em abril de 2012. Ao longo de cinco anos de funcionamento, o curso vem se consolidando como mais uma oportunidade de acesso inclusivo, tendo em vista que 40% das vagas são reservadas a estudantes cotistas, ao ensino superior em Medicina. Com isso, a aproximação com a UNEB visa ao intercâmbio de experiências, para que o Campus dos Malês trace suas próprias estratégias de inserção e consolidação na implementação do curso de Medicina.

“A Unilab tem nosso apoio porque reconhecemos sua importância para o território do Recôncavo e para os países africanos lusófonos. Estamos à disposição para contribuir com sua consolidação e fortalecimento”, declarou o reitor da UNEB. Esta é a primeira de uma série de reuniões entre a comissão da Unilab e a instituição, com o objetivo de engajamento nas questões de mobilidade acadêmica e cooperação técnica, entre outras demandas.

Categorias