Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Participe da palestra “A Importância do uso das línguas nacionais”, que acontece amanhã (08), a partir das 14h

Data de publicação  07/04/2021, 09:39
Postagem Atualizada há 2 meses
Saltar para o conteúdo da postagem
O palestrante Santos Muanhar é professor e Coordenador da Rádio Comunitária Luvila, no distrito de Muembe (Niassa/Moçambique).
Acontece amanhã (08), a partir das 14h (Brasília) e 19h (Moçambique), via Google Meeting a palestra “A Importância do uso das línguas nacionais – Ciyaawo, Emakhuwa e Cinyanja -, nos programas da rádio e televisão em Moçambique”, com o professor Santos Muanhar. Os participantes da oficina terão direito a certificados.

Este evento faz parte das atividades do Projeto de pesquisa PIBIC/Unilab: “A função social dos meios de comunicação de massa: análise do conteúdo da programação em línguas nacionais do emissor da Televisão de Moçambique (TVM) – Delegação do Niassa”. Conta também com o apoio do Mestrado Interdisciplinar em Humanidades (MIH/Unilab/Brasil) e da Associação dos Estudantes Moçambicanos na Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (AEMOZ-Unilab/Brasil).

Link para participar da palestra.

Sobre o palestrante

O professor Santos Muanhar, Licenciando em Ensino de Português no Instituto Superior de Ciências e Educação a Distância (ISCED), é Coordenador da Rádio Comunitária Luvila, no distrito de Muembe (Niassa/Moçambique); Director da escola primária completa de Namanolo (Muembe/Niassa); e Jornalista da rádio.

Sobre o Projeto

O projeto de pesquisa “A função social dos meios de comunicação de massa” tem como objetivo principal investigar a função social dos meios de comunicação de massa, bem como as potencialidades da televisão na circulação das línguas bantu-moçambicanas. O ponto de partida é a análise do conteúdo da programação em línguas nacionais da Televisão de Moçambique (TVM), Delegação do Niassa. A maioria dos moçambicanos não domina a língua portuguesa para que a possam usar numa participação ativa no processo democrático. Com isso, é de extrema importância que as línguas nacionais moçambicanas sejam preservadas e transmitidas às gerações mais novas, transmissão essa que pode ser viabilizada através dos meios de comunicação de massa – rádio e televisão -, que dispõem de tecnologias de ponta.

Organizadores

Carlos Subuhana, professor e coordenador do projeto; Jorge Lodna,  bolsista; Leodovico Amosse, voluntário; Sura Subuhana, Colaborador Externo/Moçambique; Cássimo Amado (CRA Vídeos), Colaborador Externo/Moçambique.

Categorias