Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Aberta seleção de bolsistas para o I Curso de Defensoras Populares

As inscrições serão realizadas até 29 de fevereiro, por meio do preenchimento do formulário de inscrição, disponível no Anexo 1 do edital.

Data de publicação  05/02/2024, 15:43
Postagem Atualizada há 7 dias
Saltar para o conteúdo da postagem

A Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira (Unilab), o Instituto de Humanidades (IH/Unilab) e a Defensoria Pública Geral do Estado do Ceará selecionam bolsistas de graduação e pós-graduação do Instituto de Humanidades para atuação no projeto de extensão I Curso de Defensoras Populares. Leia o edital e acompanhe todos os passos nesta página.

A bolsa para estudante de graduação tem o valor mensal de R$700, enquanto a bolsa para pós-graduanda ou egressa será de R$1.850. As inscrições serão realizadas até 29 de fevereiro, por meio do preenchimento do formulário de inscrição, disponível no Anexo 1 do edital.

Serão selecionadas doze estudantes mulheres para atuar como monitoras no processo formativo e co-orientadoras do Plano de Atuação Comunitária (PAC) junto às lideranças comunitárias participantes do projeto de extensão. As vagas se distribuem da seguinte maneira: dez para estudantes da graduação, matriculadas em um dos cursos ofertados pelo IH; e duas para estudantes ou egressas da pós-graduação, dos cursos de mestrado ofertados pelo IH – Mestrado Interdisciplinar em Humanidades (MIH) e Mestrado Associado em Antropologia (PPGA UFC/Unilab).

50% das vagas serão destinadas à política afirmativa de estudantes que se autodeclarar negra, parda, indígena, quilombola, cigana, pessoa trans e travesti, lésbica, de terreiro, marisqueira, pescadora, em situação de rua ou vítima de violência doméstica, chefe de família ou mãe solo.

O processo seletivo consiste em verificação dos documentos (no processo de inscrição), avaliação qualitativa da Carta de Intenção/Memorial, avaliação das Atividades comprovadas em pesquisas, atividades de extensão/cultura/artísticas, e/ou cursos nas Áreas de Gênero, Direitos Humanos, Educação Inclusiva e/ou Desenvolvimento/Voluntariado Comunitário e análise do potencial motivacional de participação e disponibilidade da candidata ao projeto de extensão. Haverá ainda entrevista como etapa final do processo seletivo.

As bolsistas deverão dedicar-se às atividades propostas no projeto e executar o plano de trabalho aprovado sob a supervisão da coordenação/professora colaboradora. Não será possível, durante a vigência do projeto, possuir outra modalidade de bolsa, exceto o auxílio do Plano Nacional de Assistência Estudantil ou equivalente.

Sobre o curso

O I Curso de Defensoras Populares é uma realização do Ministério da Justiça e Segurança Pública do Brasil, por meio da Secretaria de Acesso à Justiça; da Defensoria Pública do Estado do Ceará, através da Escola Superior da Defensoria Pública Geral do Estado do Ceará (ESDP), da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) e do Instituto de Humanidades (IH), por meio do Centro Interdisciplinar de Estudos de Gênero (Cieg Dandara), na forma de projeto de extensão.

O objetivo geral do curso é a formação de lideranças comunitárias mulheres como multiplicadoras de conhecimentos hábeis à identificação da violação a direitos e os meios de garantir o acesso à Justiça, de modo a, concretamente, fomentar a efetivação da cidadania ativa.

Haverá 24 Encontros Formativos com foco em 3 grupos geográficos, nas regiões de Fortaleza, Cariri e Sobral, sendo distribuídos em 14 encontros híbridos e 10 remotos, a serem realizados aos sábados, totalizando a carga horária de 120 horas/aula. Serão elaborados cem Projetos de Atuação Comunitária (PAC Popular); Seminário de Encerramento, exposição fotográfica e um e-book com os resultados.

Categorias
Palavra-chave