Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Reitora se reúne com estudantes pré-selecionados para o Ciência sem Fronteiras

Data de publicação  16/04/2013, 13:41
Postagem Atualizada há 9 anos
Saltar para o conteúdo da postagem
Reunião ocorreu no Gabinete da Reitoria

Reunião ocorreu no Gabinete da Reitoria

Na manhã desta terça-feira (16), a reitora Nilma Gomes se reuniu com os dez estudantes pré-selecionados pela Capes para participar do Programa Ciência sem Fronteiras. Na ocasião, a pró-reitora de Pesquisa, Pós-Graduação e Extensão, Socorro Rufino, apresentou o novo coordenador institucional dos programas Ciências sem Fronteiras e Inglês sem Fronteiras na Unilab, Vilmar Souza. Também participaram desta reunião a pró-reitora de Graduação, Jacqueline Freire, o coordenador do curso de Engenharia de Energias, Cícero Saraiva Sobrinho, e o ex-coordenador institucional do programa na Unilab, Fábio Paulino.

Reitora Nilma durante reunião sobre o Programa Ciência sem Fronteiras

Reitora Nilma durante reunião sobre o Programa Ciência sem Fronteiras

A reitora Nilma Gomes parabenizou os alunos e desejou sucesso nessa nova etapa. “Espero que essa experiência acadêmica sirva também para a vida profissional. Que seja um momento para ampliar os horizontes e as fronteiras. E quando retornarem, vocês estimulem seus colegas a também participarem. Vocês são referências para essas pessoas.” Ela reforçou ainda o apoio institucional que será dado aos estudantes. Os alunos estarão espalhados pelos seguintes países: Canadá (02 representantes), Inglaterra (04), Irlanda (01), França (02) e Austrália (01).

Vanessa Araújo é uma das alunos pré-selecionadas.

Vanessa Araújo é uma das alunos pré-selecionadas.

Vanessa Araújo de Sousa, 19 anos, mora no município de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza, e optou pelo intercâmbio na Austrália. “Pesquisei na internet e vi que era o melhor país para a minha área de Energias Renováveis. Quero me focar nos meus estudos e aprender muito sobre biomassa, eólica e solar. Além disso, quero estudar inglês”, comentou. Ela, que é filha única, afirmou que os pais estão dando todo o apoio para que esta nova fase.

André Luiz vai para o Canadá.

André Luiz vai para o Canadá.

O mineiro André Luiz Barros de Oliveira, 25 anos, disse que antes de se inscrever recebeu muito incentivo dos professores. “Eles falavam que era uma oportunidade única. Escolhi o Canadá por ser um país que acolhe bem os brasileiros e por saber que vou aprender o inglês. Eu sei que vamos enfrentar dificuldades no início, mas será um momento para conhecer novas culturas”, falou o estudante que é natural de Minas Gerais.

Estes alunos farão ainda um teste de proficiência na língua do país escolhido o intercâmbio. Os participantes estão previstos para viajar nos meses de junho e setembro deste ano. Na primeira etapa, os estudantes farão cursos na língua do país e, em 2014, terão as aulas das disciplinas correspondentes ao curso de graduação. Nesta edição, todos os alunos pré-selecionados da Unilab são do curso de Engenharia de Energias. De acordo com o novo coordenador do programa, a ideia é que o Ciência sem Fronteiras se universalize para todas as áreas de formação da universidade.

Vilmar Souza

Vilmar Souza

Vilmar Souza ressaltou as possibilidades deste programa para a Unilab e para os alunos participantes. “O Ciência sem Fronteira promove um alinhamento com a política de integração da Unilab, na medida em que os alunos vão para países do mundo inteiro, não só lusófonos. Além disso, são experiências únicas que esses estudantes terão, por meio de outras culturas. É importante para eles e para nós”, disse.

Inglês sem Fronteiras

O programa Inglês sem Fronteiras é uma iniciativa do Ministério da Educação, por meio da Capes, que tem como objetivo principal incentivar o aprendizado do idioma inglês, além de propiciar uma mudança abrangente e estruturante no ensino de idiomas estrangeiros nas universidades do País. Por meio do link (http://www.myenglishonline.com.br/), todos os estudantes de graduação e pós-graduação de todas as áreas têm direito ao acesso ao curso online de inglês My English Online.

Os estudantes de graduação ainda poderão fazer, de forma gratuita, o teste de nivelamento/proficiência TOEFL ITP a ser aplicado em suas instituições. Na primeira etapa (1º Semestre de 2013), as universidades federais serão os centros aplicadores credenciados para os seus estudantes. A partir do segundo semestre de 2013, as universidades estaduais e os institutos federais também poderão aplicar os TOEFL ITP adquiridos pelo governo federal.

Já os estudantes de graduação das universidades federais, elegíveis para o Programa Ciência sem Fronteiras, terão adicionalmente acesso a cursos de inglês ofertados de forma intensiva pelas IES.

Categorias