Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Comitiva de timorenses visita Unilab e se reúne com professores e estudantes

Data de publicação  27/03/2014, 10:18
Postagem Atualizada há 8 anos
Saltar para o conteúdo da postagem
Comitiva do Timor-Leste visitou a Unilab nesta quarta-feira (26).

Comitiva do Timor-Leste visitou a Unilab nesta quarta-feira (26). 

Neste dia 26 de março, a Unilab recebeu uma comitiva formada por autoridades timorenses para conversar com professores e gestores da universidade, no período da manhã, e com o grupo de 71 alunos timorenses que estudam na Unilab, no período da tarde. Fizeram parte da comitiva o embaixador de Timor-Leste no Brasil, Domingos de Sousa; o diretor geral de Ensino Superior, Abrão dos Santos; a vice-reitora da UNTL, Madre Esmeralda; o adido de Educação, Luís de Sousa Sequeira; a assessora internacional, Graziela Lunardi; e Idalina do Gabinete de Bolsa de Estudo. A visita foi acompanhada pela reitora Nilma Gomes.

Reitora Nilma Gomes dá boas vindas à Comitiva.

Reitora Nilma Gomes dá boas vindas à Comitiva.

Diretor geral do Ensino Superior, Abrão dos Santos.

Diretor geral do Ensino Superior de Timor-Leste, Abrão dos Santos.

No encontro com os professores da Unilab, o embaixador do Timor-Leste no Brasil, Domingos de Sousa, fez uma breve apresentação histórica do país, em que destacou o processo de organização da nação após a conquista da independência, em 2002, e a importância dos investimentos do governo na área da educação. O diretor de geral de Ensino Superior, Abrão dos Santos, falou também sobre as ações voltadas para o reforço da língua portuguesa principalmente no ensino de Timor, citando as contribuições da Capes, instituição ligada ao Ministério da Educação do Brasil, e do Instituto Camões, de Portugal, em território timorense. Segundo ele, atualmente, há aproximadamente 600 estudantes timorenses fora do país, sendo a maior parte concentrados em Portugal, Filipinas, Tailândia, Brasil, Malásia e Austrália.

Em seguida, os docentes representantes dos Institutos acadêmicos da Unilab apresentaram o desempenho escolar, a evolução dos estudantes nos cursos, as principais dificuldades, a relação entre professor e aluno, as oportunidades de bolsas de ensino, entre outras informações. Na universidade, os timorenses estão matriculados nos cursos de Agronomia, Engenharia de Energias, Enfermagem, Ciências Exatas e da Natureza e Administração Pública, sendo que a maior parte deles está no curso de Ciências Exatas e da Natureza. Os visitantes também conversaram com os pró-reitores que discutiram questões relacionadas ao tema.

Apresentação de dança tradicional do Timor-Leste.

Apresentação de dança tradicional do Timor-Leste.

Estudantes se reúnem com a Comitiva do Timor-Leste.

Estudantes se reúnem com a Comitiva do Timor-Leste.

Estudantes conversam com equipe da Unilab e da Comitiva do Timor-Leste.

Alunos conversam com a equipe da Unilab e com a Comitiva do Timor-Leste.

No período da tarde, a comitiva de timorenses, a reitora Nilma Gomes e os pró-reitores de Políticas Afirmativas e Estudantis (Propae), Roberto Borges, e de Relações Institucionais, Cássio Rúbio, se reuniram com os estudantes do Timor-Leste no Anfiteatro da Unilab. A programação, organizada pelos próprios alunos, teve início com a apresentação da dança tradicional “Quitaro”. Em seguida, os estudantes fizeram comentários e tiraram dúvidas, principalmente relacionadas à vida acadêmica. Segundo o embaixador Domingos de Sousa, este momento foi importante para aprimorar a vinda de novos alunos timorenses para o Brasil.

Equipe conhece a estrutura do Campus de São Francisco do Conde.

Equipe conhece a estrutura do Campus de São Francisco do Conde.

A Comitiva de timorenses também cumpriu agenda no município de São Francisco do Conde, onde está localizado um dos Campi da Unilab. A visita ocorreu na última sexta-feira (28) e teve como objetivo conhecer as instalações da universidade e ver as condições do município para o recebimento de estudantes timorenses. “Nós agradecemos a calorosa recepção que São Francisco do Conde nos deu. O Timor-Leste acredita no investimento da educação e estamos investindo em nossos estudantes”, afirmou o embaixador Domingos de Sousa. A recepção foi feita pelo pró-reitor de Políticas Afirmativas e Estudantis (Propae) da Unilab, Roberto Borges, pelo secretário executivo do Campus de São Francisco do Conde, Reinaldo Pereira de Aguiar, e pela representante da Secretaria Municipal de Educação, Nadjane.

Categorias