Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

ÁFRICA – Seleções africanas são recebidas no Brasil para participar da Copa do Mundo de 2014

Data de publicação  11/06/2014, 09:44
Postagem Atualizada há 7 anos
Saltar para o conteúdo da postagem

botao-africa-paises-parceiros-internacional-site-unilabA história do Brasil entrelaça-se com a de muitos países africanos, seja na dança, na música, na culinária, na religião ou na arte. Por isso, o Brasil não poderia deixar de abrir os braços para receber as cinco seleções africanas, Gana, Nigéria, Costa do Marfim, Camarões e Argélia, que irão participar no Campeonato Mundial de Futebol que se realiza este ano no país.

Seleção da Costa do Marfim.

Seleção da Costa do Marfim.

Entretanto, a seleção da Costa do Marfim já chegou ao Brasil. Fez o primeiro treino em Águas de Lindóia, no estado de São Paulo, no último dia 10, e viaja na quinta-feira (12) para Pernambuco, onde vai jogar contra o Uruguai no próximo dia 14. Também as equipes dos Camarões e da Argélia já estão em solo brasileiro.

Campinas em festa

Seleção da Nigéria.

Seleção da Nigéria.

A seleção nigeriana chega a Campinas, em São Paulo, no dia 11 de junho. “Nós vamos fazer um evento no hotel, no dia 11, e no treino, no estádio de Campinas, nós vamos fazer três apresentações culturais para os fãs e para a delegação da Nigéria”, revela Valdir Oliveira, coordenador da Comissão de Recepção da Seleção da Nigéria, na Comunidade Negra de Campinas. Valdir Oliveira chega a confessar que mal pode esperar pela chegada dos jogadores.

O secretário municipal de Cultura da região, Ney Carrasco, indica que o principal objetivo é mostrar a importância da cultura negra na construção das raízes brasileiras. “A ideia é mostrar a cultura brasileira, nas suas várias manifestações, e no caso da Nigéria é mostrar a irmandade cultural que existe. São as tradições africanas que sobreviveram no Brasil e que se tornaram a cultura brasileira”, explica.

Trazidos de várias regiões africanas para trabalharem como escravos durante o período colonial, os negros tiveram um papel fundamental na criação do município de Campinas, como explica a historiadora e urbanista Alessandra Ribeiro. “A cidade de Campinas foi construída a partir da presença dos africanos e continua com os afro-descendentes”, afirma.

Alessandra Ribeiro também é a coordenadora da Casa de Cultura Fazenda Roseira, onde grande parte dos eventos de recepção vai acontecer, assim como a transmissão televisiva dos jogos. Os centros culturais têm uma programação especial durante o período dos jogos, com mesas de debates e discussões sobre a situação dos negros no Brasil e no mundo.

“Nós vamos receber as pessoas com comida típica e atividades culturais e vamos rematar tudo isto com debates sobre diversos temas, como a Copa do Mundo e a própria presença negra na comunidade brasileira”, indica, realçando que o povo campineiro está pronto para receber todos os visitantes que queiram rumar à região. “Nós vamos torcer pelo Brasil, mas nos jogos que não forem com a seleção nacional, com certeza torceremos pela Nigéria”, frisa.

Maceió pronta para receber o Gana

Seleção de Gana.

Seleção de Gana.

A seleção do Gana também está pronta para desembarcar no dia 11 em Maceió, capital de Alagoas, na região Nordeste do Brasil. O local é conhecido pelas belas praias e pela forte cultura folclórica. O coordenador do Comité da Copa em Alagoas, Marcos Pradinis, adianta que serão feitas apresentações com música e culinária para os hóspedes.

“Nós vamos colorir toda a cidade com as cores da bandeira de Gana, vamos montar uma recepção no hotel onde eles vão ficar hospedados com manifestações folclóricas, com crianças com a bandeira de Gana, com amostras de sucos tropicais e um pouco da gastronomia local”, conta.

No dia 13 de junho, os jogadores ganenses devem fazer um treino aberto ao público durante a manhã, no estádio Rei Pelé. Cerca de dez mil pessoas são esperadas no evento e os ingressos serão distribuídos gratuitamente, de acordo com Pradinis. Além disso, a secretaria de Turismo de Alagoas pretende ainda levar os jogadores do Gana até à região de Serra da Barriga, no município de União dos Palmares. O local foi palco de um dos maiores movimentos de resistência à escravidão do Brasil da época colonial: o Quilombo dos Palmares. A data em que o líder, Zumbi dos Palmares, morreu é celebrada até hoje como o dia da Consciência Negra no Brasil, a 20 de novembro.

Fonte: Deutsche Welle 

Categorias