Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Quarta Cultural Maciço de Arte comemora Dia da Independência de Cabo Verde nos dias 02 e 03 de julho

Data de publicação  30/06/2014, 15:34
Postagem Atualizada há 7 anos
Saltar para o conteúdo da postagem

Na Quarta Cultural Maciço de Arte deste dia 02 de julho acontece a comemoração do Dia da Independência de Cabo Verde. O evento será às 18h, no Anfiteatro do Campus da Liberdade. Na quinta-feira (03), no mesmo horário, a programação continua com homenagens a Amilcar Cabral, que teve uma importante contribuição no desenvolvimento da identidade nacional de Cabo Verde e Guiné-Bissau.

Para comemorar os 39 anos de independência desse país, a programação contará com atividades de dança, teatro, música e poesia realizadas pelos estudantes caboverdianos.

Essa é uma ação dos estudantes de Cabo Verde que estudam na Unilab, com o apoio da Pró-reitoria de Extensão, Arte e Cultura (Proex).

Além desta programação, integrada à Quarta Cultural, os estudantes do curso de Enfermagem promovem uma festa junina, às 19h, no Pátio do Bloco Administrativo do mesmo campus. A festa terá participação da quadrilha “Coração Junino”, da comunidade da Lagoa Grande, de Aracoiaba.


História da Independência

A partir da década de 1950, com o surgimento dos movimentos de independência dos povos africanos, a colônia portuguesa de Cabo Verde vinculou-se à luta pela libertação da Guiné Portuguesa (atual Guiné-Bissau). Em 1956, o intelectual Amílcar Cabral fundou em Bissau o Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC). Exilado em Conacri, ali criou uma delegação e sede do partido. Assassinado em 1973, Cabral contribuiu com trabalhos desenvolvidos por ele para o povo, como por exemplo, o conhecimento agrônomo e ações sociais em busca da independência. Após a Revolução dos Cravos, que depôs a ditadura em Portugal (1974), Cabo Verde obteve a sua independência (5 de Julho de 1975).

Foto da cerimônia no dia da independência de Cabo Verde, 5 Jul 1975 (Praia, Santiago)

Cabo Verde e a Guiné-Bissau formaram países separados mas governados pelo mesmo partido único de orientação marxista, o PAIGC. O líder do partido em Cabo Verde, Aristides Pereira, foi empossado como primeiro presidente do novo país.

Conheça mais Cabo Verde

Cabo Verde é um país insular africano, arquipélago de origem vulcânica, constituído por dez ilhas. Está localizado no Oceano Atlântico, a 640 km a oeste de Dakar, Senegal. Foi descoberto em 1460 por Diogo Gomes ao serviço da coroa portuguesa, que encontrou as ilhas desabitadas e aparentemente sem indícios de anterior presença humana.

O relevo da maior parte das ilhas é acidentado, com altitudes que ultrapassam os mil metros em algumas ilhas atingindo mesmo 2.882 metros na ilha do Fogo. As três ilhas mais orientais têm um relevo mais plano e um clima mais árido por estarem expostas aos ventos secos e quentes do sahara. As costas são caracterizadas pelos contrastes entre as falésias altas e abruptas caindo a pique sobre o mar e as vastas praias de fina areia.

O clima das ilhas mais acidentadas é variado e com alguma pluviosidade. É temperado graças à ação moderadora que o oceano e os ventos alísios exercem sobre a temperatura, sendo que as médias anuais raramente se elevam acima dos 25ºC, nunca descendo abaixo dos 20ºC. A temperatura da água do mar varia entre 21ºC em Fevereiro e Março e 25ºC em Setembro e Outubro. A estabilidade climática de Cabo Verde garante a possibilidade de se fazer turismo todo o ano.

Em Cabo Verde, a taxa anual de crescimento demográfico e a de mortalidade são baixas, comparadas às taxas médias de outros países com rendimento médio. A esperança média de vida é de 62 e 65 anos, respectivamente para homens e mulheres.

A população residente no país é estimada em 434.263 habitantes, sendo uma população jovem com média de idade de 23 anos. A falta de recursos naturais e as escassas chuvas no arquipélago determinaram a partida de muitos caboverdianos para o exterior. Atualmente a população caboverdiana emigrada é maior do que a que vive em Cabo Verde.

Fonte: Portal do Governo do Cabo Verde

Categorias