Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

GUINÉ-BISSAU – País africano e União Europeia normalizam relações

Data de publicação  17/07/2014, 22:53
Postagem Atualizada há 7 anos
Saltar para o conteúdo da postagem

bandeira-Guine-Bissau

Nesta segunda-feira (14), o novo primeiro-ministro guineense, Domingos Simões Pereira, foi a Bruxelas em visita oficial que assinala a normalização das relações entre o seu país e a Europa.

De acordo com o ministro, com esse “regresso à normalidade não se deve poupar esforços para enfrentar os enormes desafios que a Guiné-Bissau enfrenta”, disse ele após encontro com o presidente da Comissão Europeia, José Durão Barroso. Domingos acrescentou que “depois de dois anos sem autoridades legítimas, as eleições legislativas e presidenciais realizadas, recentemente, em Guiné-Bissau foram um passo muito importante para o futuro do país.”

Durão Barroso disse esperar que as eleições recentes torne um momento fundamental para uma nova Guiné-Bissau. Mas, advertiu, “falta muito caminho para percorrer”. Para ele, “os desafios políticos e socioeconómicos da Guiné-Bissau são imensos. É necessário mobilizar todos os esforços para consolidar as instituições políticas, garantir um Estado de direito, lutar contra a corrupção e o tráfico de drogas.” O presidente da Comissão Europeia considerou também essencial uma reforma no setor da segurança, e disse que pode contar com o apoio da UE para enfrentar a situação econômica e financeira do país.

O recém-eleito primeiro-ministro guineense não poupou elogios a Durão Barroso, “um amigo da Guiné-Bissau”, disse ele. Pelos esforços em manter o país na agenda da Comissão Europeia, Domingos Pereira agradeceu ainda o envio da missão especial da UE que está trabalhando em um programa urgente de recuperação do país.

Fonte:  Deutsche Welle África

Categorias