Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Aula magna marca início do segundo ciclo dos cursos do Bacharelado em Humanidades (BHU)

Data de publicação  05/09/2014, 16:40
Postagem Atualizada há 7 anos
Saltar para o conteúdo da postagem

O Instituto de Humanidades e Letras realizou a Aula Magna na última quinta-feira (04), marcando o início do novo trimestre para os cursos de Bacharelado em Humanidades (BHU) e Letras. O evento aconteceu no Campus da Liberdade, em Redenção/CE, e foi transmitido por videoconferência para o Campus dos Malês, em São Francisco do Conde/BA, onde também funcionam os dois cursos.

Prof. Jesús Serna Moreno

Prof. Jesús Serna Moreno

A aula foi ministrada pelo antropólogo mexicano, prof. Jesús Serna Moreno, da Universidade Nacional Autônoma do México, com o tema “Um enfoque latino-americanista para os estudos afro-americanos”. Na oportunidade, ele abordou a identidade cultural presente em alguns países latino-americanos e destacou que apesar dos avós dele serem africanos, no México, ainda há pessoas que acreditam não haver africanos neste país. O estudo do antropólogo iniciou a partir da perspectiva de entender esse processo cultural.

“O expansionismo europeu que foi implantado na América é complexo, mas é importante destacar que essa expansão é marcada por ideias tradicionais e medievais”, esclareceu. O professor afirmou ainda que: “a cultura latino-americana não pode ser falada no singular, mas sim no plural e não pode ser pensada como identidades, mas sim como diversidade”. Ele coloca que os latino-americanos precisam se afastar dos aspectos coloniais e se aproximar das relações indígenas e afrodescendentes.

DSC_1457

Em seguida, para homenagear a cultura afro-brasileira, aconteceu a apresentação cultural do Grupo de Capoeira Angola Tear, orientado pelo prof. Armando Leão (Ms. Armando).

Coordenadores: Gledson Oliveira (Sociologia); Rebeca Meijer (Pedagogia);  Vera R. Rodrigues (Antropologia); e Fábio Baqueiro (História)

Coordenadores: Gledson Oliveira (Sociologia); Rebeca Meijer (Pedagogia); Vera R. Rodrigues (Antropologia); e Fábio Baqueiro (História)

Marcando o início do segundo ciclo do BHU, o evento seguiu com a roda de conversa entre estudantes deste curso e coordenadores dos cursos de História, Pedagogia, Antropologia e Sociologia (Fábio Baqueiro, Rebeca Meijer, Vera Regina Rodrigues e Gledson Oliveira, respectivamente) que são as terminalidades do Bacharelado em Humanidades.

A diretora do Instituto, Monalisa Valente, que acompanhou a Aula Magna do Campus dos Malês, explicou as vantagens dessa estrutura de curso para o processo formativo dos estudantes. “O Bacharelado em Humanidades é dividido em dois ciclos, em que, no primeiro, o aluno conhece as Ciências Humanas de maneira geral, e, neste segundo, após se inteirar dos conteúdos das disciplinas, ele pode escolher a área que tenha mais afinidade. Então, isso facilita a escolha do aluno, permitindo que ele não abandone a Graduação e faça a escolha mais acertada do curso que deseja seguir”, destacou .

DSC_1430

A estudante Francisca Lemos, que optou pelo curso de Sociologia, disse que: “me identifiquei com essa Graduação por ter mais afinidade com o currículo do curso, além de ser licenciatura e que depois poderei ensinar”. Já a estudante Antônia Ellen Medeiros, que escolheu o curso de História, apontou que: “o primeiro ciclo me fez amadurecer, aprender e ampliar meu olhar para escolher essa terminalidade. Minha participação no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) também auxiliou na minha decisão, uma vez que tive mais contato com essa Graduação. Estou satisfeita com essa metodologia do curso, pois nos deixa livre para optar com mais segurança pelo que vamos escolher como profissão”.

Categorias