Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Unilab realiza atividades do movimento Outubro Rosa

Data de publicação  20/10/2014, 16:52
Postagem Atualizada há 7 anos
Saltar para o conteúdo da postagem
Equipe tira dúvidas do público sobre câncer de mama e de colo do útero.

Equipe tira dúvidas do público sobre câncer de mama e de colo do útero.

A Coordenação de Saúde e Bem-estar (Cosbem/Proad) realizou, como parte da I Semana Universitária da Unilab e em adesão ao movimento Outubro Rosa, nos dias 9 e 10, ação de sensibilização e combate às Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs), HIV/Aids, hepatites virais, câncer do colo do útero e câncer de mama.

Com stand no Pátio Administrativo do Campus da Liberdade, em Redenção/CE, a equipe da Cosbem – enfermeiros, técnicos de enfermagem e psicólogos – e estudantes do curso de Enfermagem e do Núcleo de Gênero de Sexualidade prestaram informações ao público da universidade.

Utilizando prótese mamária e pélvica, a equipe explicou como ocorrem o autoexame e o exame clínico das mamas e também o exame de prevenção de câncer do colo uterino, o Papanicolau. Houve ainda distribuição de panfletos informativos.

“Foi uma ação muito positiva, com grande participação. Até a procura no ambulatório aumentou”, avalia a enfermeira e gerente da Divisão de Promoção à Saúde, Valéria Fernandes.

Profissionais da Cosbem, junto com estudantes do curso de Enfermagem e do Núcleo de Gênero de Sexualidade, desenvolveram a ação.

Profissionais da Cosbem, junto com estudantes do curso de Enfermagem e do Núcleo de Gênero de Sexualidade, desenvolveram a ação.

Outubro Rosa

O movimento internacional conhecido como Outubro Rosa nasceu nos Estados Unidos, na década de 1990, e ocorre anualmente para divulgar informações sobre câncer de mama, estimular a prevenção e detecção precoce da doença, bem como incentivar a participação da população no combate à doença.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), em 2014, para o Brasil, são esperados 57.120 casos novos de câncer de mama. Amamentação, prática de atividade física e alimentação saudável com a manutenção do peso corporal são apontados como fatores de proteção e estão associados a um menor risco de desenvolver a doença.

É recomendado que a mulher faça acompanhamento periódico:

– Mulheres de 40 a 49 anos: realizar o exame clínico das mamas anualmente e, se alterado, mamografia.
– Mulheres de 50 a 69 anos: realizar exame clínico das mamas anualmente e mamografia a cada dois anos.
– Mulheres de 35 anos ou mais com risco elevado: exame clínico e mamografia anual.

Entre os fatores de risco, estão casos na família de câncer de mama masculino; ter parente de primeiro grau (mãe, irmã, filha) que teve câncer de mama antes dos 50 anos; parente com câncer de mama bilateral (nas duas mamas) ou no ovário, em qualquer idade.

O câncer de mama é o mais incidente na população feminina mundial e brasileira, excetuando-se os casos de câncer de pele não melanoma.

[gview file=”http://www.unilab.edu.br/wp-content/uploads/2014/10/INFORME-ROSA.pdf”]

Categorias