Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Estudantes celebram a independência de Angola nos dias 11 e 14 de novembro

Data de publicação  10/11/2014, 10:46
Postagem Atualizada há 7 anos
Saltar para o conteúdo da postagem

destaque independecia de angola

Nos próximos dias 11 e 14, serão celebrados na Unilab os 39 anos de independência de Angola. Durante o evento, organizado pelos estudantes com o apoio da Pró-Reitoria de Extensão, Arte e Cultura, ocorrerão apresentações de dança, música, teatro e roupas tradicionais do país.

No dia 11, a programação iniciará às 19h30 com a proclamação do Hino Nacional de Angola e de uma explanação sobre a história, a economia e o turismo no país. Em seguida, os estudantes apresentarão poesias, danças e encenações que fazem referência à cultura e à tradição angolana. O evento será realizado no Pátio do Bloco Administrativo do Campus da Liberdade, em Redenção.

A comemoração continuará no dia 14 de novembro com a exibição do filme “Njinga, Rainha de Angola”, no anfiteatro do Campus da Liberdade. A programação iniciará às 19h e seguirá com um debate sobre os temas tratados no filme.

Resumo do filme “Njinga, Rainha de Angola”
Este filme narra a trajetória de uma das mais importantes mulheres africanas que marcou a história da Angola. Esta mulher é Njinga, uma guerreira africana, que durante quarenta anos lutou pela independência dos reinos de Ndongo e Matamba ao longo do século 17.

Momento histórico
O processo de Angola ocorreu num período em que, além do movimento de libertação, três movimentos de carácter nacional lutaram entre si pelo controle do país, são eles: a Frente Nacional de Libertação de Angola (FNLA), o Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) e a União Nacional para a Independência Total de Angola. Depois de longos confrontos, Angola alcançou a independência em 11 de novembro de 1975. Agostinho Neto, líder do MPLA, é proclamado presidente da República Popular de Angola, de regime socialista. Com a morte de Agostinho Neto, em 1979, José Eduardo dos Santos assume a Presidência. O Brasil é o primeiro país a reconhecer o novo Estado independente.

Categorias