Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Inaugurados blocos acadêmicos do Campus das Auroras e academia no Campus da Liberdade

Data de publicação  27/11/2014, 14:59
Postagem Atualizada há 7 anos
Saltar para o conteúdo da postagem
Placa descerrada pela reitora da Unilab, Nilma Lino Gomes, o secretário de Educação Superior do MEC, Paulo Speller, o secretário de Ciência e Tecnologia do Estado do Ceará, René Barreira, e o prefeito de Redenção, Manuel Bandeira.

Placa descerrada pela reitora da Unilab, Nilma Lino Gomes, o secretário de Educação Superior do MEC, Paulo Speller, o secretário de Ciência e Tecnologia do Estado do Ceará, René Barreira, e o prefeito de Redenção, Manuel Bandeira.

Era um sonho que hoje se torna realidade. Assim o pró-reitor de Planejamento, o engenheiro Plínio Maciel, definiu a inauguração dos blocos acadêmicos do Campus das Auroras, entre os municípios de Redenção e Acarape/CE, realizada na tarde desta quarta-feira (26). Reunindo estudantes, professores, servidores técnico-administrativos e colaboradores, a solenidade contou com a participação de autoridades do Ministério da Educação (MEC) e do Ceará. Após o evento, foi inaugurada também uma academia, no Campus da Liberdade, em Redenção.

Comunidade acadêmica e convidados prestigiaram o evento.

Comunidade acadêmica e convidados prestigiaram o evento.

Plínio Maciel recorda a trajetória até a conclusão dos blocos. “Eu estava me lembrando da primeira visita que o professor Paulo Speller, então reitor, fez ao terreno do Campus das Auroras, em que se via apenas mato e terra batida, chão castigado pela seca. Hoje estamos pisando num bloco, construção de grandes proporções para atender a comunidade acadêmica. É o primeiro ciclo que estamos fechando, a primeira fase das Auroras”, afirmou.

 Reitora da Unilab, Nilma Lino Gomes.

Reitora da Unilab, Nilma Lino Gomes.

Foi justamente no significado da aurora como raiar do dia e, em sentido figurado, princípio da vida, que a reitora da Unilab, Nilma Lino Gomes, foi buscar relação para mais este passo na estruturação da universidade, em plena fase de implantação. “Em cada feitura há um esforço da Pró-Reitoria de Planejamento. Preciso agradecer também aos trabalhadores da construção civil. Esperamos que seus filhos e filhas, netos e netas possam estudar aqui. Muitos desses trabalhadores não concluíram o ensino básico e essa universidade tem que ser para todos, é pública”, disse ela.

Entre os agradecimentos também estão ao ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, estudantes e professores. “A Unilab concretiza a visão de futuro estratégica do presidente Lula, que concedeu a essa universidade o desafio da integração. Queria agradecer ao grupo dos primeiros professores e estudantes corajosos que hoje constituem nosso quadro. Agradeço a confiança. Foi preciso coragem para aceitar um projeto arrojado, atravessar o Atlântico. São professores jovens e veteranos que apostam nesse novo projeto; estudantes que estão dispostos a uma formação acadêmica crítica e politizada, com competência técnica”, declarou Nilma.

A reitora lembrou ainda o papel político da universidade na superação do racismo. “A Unilab reafirma um contexto de políticas de ações afirmativas e luta do movimento negro, a quem sempre rendo minha homenagem. Nossas instalações são símbolo de novas relações com a África”, ressaltou.

Secretário de Educação Superior do Ministério da Educação (MEC) e primeiro reitor da Unilab, Paulo Speller.

Secretário de Educação Superior do Ministério da Educação (MEC) e primeiro reitor da Unilab, Paulo Speller.

O secretário de Educação Superior do Ministério da Educação (MEC) e primeiro reitor da Unilab, Paulo Speller, participou da solenidade representando o ministro da Educação, José Henrique Paim. Em sua fala, ele reforçou a importância de ser fiel ao que há de mais singular no projeto da universidade: sua proposta política de integração com a África. “Nós ainda estamos em construção, não só os prédios, mas os projetos. É preciso manter as características da Unilab pensadas desde o seu início, para que não se torne uma universidade qualquer. Mantenhamos viva a chama do espírito da Unilab: integração”, afirmou.

Já o secretário de Ciência e Tecnologia do Estado do Ceará, René Barreira, que integrou a comissão de implantação da Unilab, destacou que a nova estrutura é estratégica para a consolidação da universidade e, de modo mais amplo, para o desenvolvimento do Nordeste brasileiro. “Sempre que se instala no nordeste uma instituição de ensino, sobretudo uma universidade, há todo um impacto na vida econômica, social e cultural. Até recentemente as universidades federais ficavam só nas capitais, agora há a interiorização”, disse ele, que representou o governador do Ceará, Cid Gomes.

Entre as próximas realizações, o pró-reitor de Planejamento destacou as residências universitárias, que segundo ele, estão perto de ser concluídas; o Restaurante Universitário, cuja construção já começou; e os blocos de residências de professores e a biblioteca, que foram licitados. Além disso, a Unidade Acadêmica dos Palmares deve inaugurar, em 2015, mais dois blocos.

Compuseram a mesa da solenidade a reitora da Unilab, Nilma Lino Gomes; o vice-reitor, Fernando Afonso Ferreira; o secretário de Educação Superior do MEC, Paulo Speller; a primeira vice-reitora da Unilab, representando a Universidade Federal do Ceará (UFC), Maria Elias Soares; o secretário de Ensino e Tecnologia do Estado do Ceará, René Barreira; o prefeito de Redenção, Manuel Bandeira; o vereador Tinoco Chagas, representando o prefeito de Acarape, Franklin Oliveira; e o prefeito de São Francisco do Conde/BA, Evandro Almeida.

O evento contou com a participação da Escola Livre de Música de Redenção, com alunos entre 10 e 17 anos.Eles tocaram desde o forró pé de serra à MPB, Bossa Nova e Beatles.

O evento contou com a participação da Escola Livre de Música de Redenção, com alunos entre 10 e 17 anos.Eles tocaram desde o forró pé de serra à MPB, Bossa Nova e Beatles.

Expectativa

Entre estudantes, técnico-administrativos e professores é grande a expectativa com os novos blocos. Sako Afonso, angolano, do curso de Engenharia de Energias, acredita que a nova estrutura possibilitará à Unilab atender a demanda de mais estudantes. “É extremamente importante porque demonstra que a universidade está crescendo. Vai ficar mais agradável e dar oportunidade a mais estudantes”, disse.

Marcos da Cruz, timorense do curso de Ciências da Natureza e Matemática, aposta que os novos blocos facilitarão o aprendizado. Estudante do mesmo curso, a brasileira Camila Miguel também destaca o benefício para os alunos. “Um ambiente bem estruturado auxilia no processo de aprendizagem. A universidade está crescendo e consequentemente a estrutura melhora para receber os estudantes”, considerou.

O administrador Carlos André era um dos técnico-administrativos presentes no evento e afirmou estar ansioso para se mudar para os novos blocos. “É um grande momento para nós. Um campus bom de trabalhar e amplo. Estamos felizes e ansiosos para vir para cá”, disse.

Também o professor Aloísio Marques, do Instituto de Ciências Exatas e da Natureza, espera poder desenvolver o trabalho com mais estrutura. “Estamos vendo a construção da Unilab e poderemos estar nos nossos gabinetes, colocar nossos equipamentos nos laboratórios, isso é importante”, ressaltou.

Academia da Unilab

Coordenador do Núcleo de Educação, Esporte e Lazer (Nucel), Jorge Marinho, e a reitora da Unilab, Nilma Lino Gomes.

Coordenador do Núcleo de Educação, Esporte e Lazer (Nucel), Jorge Marinho, e a reitora da Unilab, Nilma Lino Gomes.

Logo após a inauguração dos blocos acadêmicos do Campus das Auroras, ocorreu a inauguração da academia da Unilab, na área de convivência do Campus da Liberdade. O equipamento, com 250 metros quadrados, atenderá a comunidade acadêmica e foi possível devido a uma emenda parlamentar do senador Inácio Arruda.

“Os sujeitos são o foco de nossa infraestrutura. É preciso que esses espaços sejam formadores, articulados à nossa dinâmica social. Que sejam significação da africanidade em nós, nossa maior energia pulsante, com expressão de dignidade e diversidade”, disse a reitora, Nilma Lino Gomes.

Idealizador do projeto, o coordenador do Núcleo de Educação, Esporte e Lazer (Nucel/Propae), Jorge Marinho, destaca a importância do equipamento como mais uma opção para a prática de atividades físicas em Redenção e também para a integração de estudantes e servidores. “É de uma emoção muito grande da minha parte concluir esse projeto, que já vem de uns dois anos e foi aceito pela Unilab. É uma forma de colocar no mesmo contexto toda a comunidade acadêmica, de integrá-la, para que possa conviver no mesmo ambiente”, afirmou.

Durante a inauguração houve apresentação do grupo de capoeira Axé Dendê, ligado ao projeto de extensão Ecos da África no Ceará, coordenado pela professora Denise Rocha.

Veja mais fotos no Facebook oficial da Unilab.

Categorias