Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Fundação realiza simulações da ONU, legislativas, jurídicas e executivas

Data de publicação  19/04/2021, 16:10
Postagem Atualizada há 2 meses
Saltar para o conteúdo da postagem

A Fundação Internationali Negotia realiza o Internations 360!, campeonato mundial de simulações on-line, dividido em 4 etapas classificatórias subsequentes. A novidade da edição de 2021 é que a primeira etapa será gratuita e contará com amostras de simulações modelo ONU, legislativas, jurídicas e empresariais. As inscrições estão abertas aqui e vão até 24 de abril.

As inscrições gratuitas para a primeira etapa são realizadas para os quatro modelos de conferência de maneira concomitante, isto é, os participantes fazem apenas uma inscrição que vale para as conferências modelo ONU, legislativa, jurídica e executiva.

O Internations é dividido em três etapas classificatórias subsequentes nos países que será realizado: a primeira, de nível macrorregional, abarcará conferências modelo ONU, legislativas, jurídicas e executivas (JE) em todas as 5 regiões brasileiras – Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul. A primeira etapa consistirá em amostras gratuitas dos referidos quatro modelos de conferências. Entretanto, as vagas são limitadas e serão distribuídas de acordo com a ordem de chegada dos delegados.

Em seguida, 30% dos participantes da primeira etapa de cada macrorregião que tiverem o melhor desempenho serão classificados para a segunda etapa, que será de cunho nacional, congregando universitários do Brasil todo para simularem conjuntamente. Nessa segunda etapa, a duração da conferência passa a ser de 3 dias e conta com uma taxa de inscrição no valor de US$ 20,00, para despesas com plataformas, aplicativos, staff, marketing, questões administrativas, logística, impostos e premiações. O Internations é uma iniciativa privada, regida 99% por estudantes e não contando com nenhum tipo de verba governamental.

Para a final global, os 30% classificados na etapa nacional serão então convidados a participarem da etapa mundial de conferências, que ocorrerá no final do ano e dará a oportunidade aos delegados de simularem em inglês com participantes do mundo todo.

Como funcionam as simulações?

Para a fundação, as simulações são uma forma de renovar o ensino, tornando-o mais dinâmico e permitindo contato direto com assuntos reais de política nacional e internacional.

A partir disso, a fundação trabalha com Modelos de Organismos Internacionais e Nacionais, buscando elevar o nível acadêmico dos alunos e desenvolvendo habilidades para lidar com situações práticas do cotidiano como negociações e contato com o público.

A ideia síntese de um modelo de organismos internacionais é concebida por meio de um estudo prévio em umas das áreas do conhecimento humano (saúde, tecnologia, humanidades), posteriormente colocada na forma de política externa de um país em um fórum multilateral, como a Organização das Nações Unidas (ONU).

Nesse fórum, os alunos tornam-se delegados do país que representam e devem defender o ponto de vista dos mesmos nas questões de atualidade propostas para o debate. Ao final da discussão, as ideias apresentadas devem ser organizadas em um documento formal que segue o mesmo padrão que o utilizado pela ONU, sendo esse uma resolução para os tópicos propostos. Nesse quesito trabalha-se a habilidade da escrita formal, o que é de fundamental importância para um bom desempenho do aluno ao longo da simulação.

No caso da simulação de organismos nacionais como a do Supremo Tribunal Federal, procura-se resolver um caso real de justiça. Outro exemplo de simulação de organismos nacionais é da Câmara dos Deputados, que busca levar o aluno a aprender a redigir projetos de lei que melhorem o nosso país em uma comissão específica da própria Câmara dos Deputados brasileira.

No campo de simulações especializadas, ocorre uma simulação na área empresarial – o Jovem Executivo – levando o aluno a conhecer a realidade do mundo de negócios; e a simulação de uma agência de comunicação a qual permite aos alunos serem jornalistas na vida real, realizando a cobertura do evento, seja por jornal impresso, televisionado, rádio ou internet.

Sobre a Internationali

A Internationali é voltada exclusivamente para simulações e, no Brasil, atingiu a marca de 22 estados brasileiros, totalizando mais de 50 conferências anuais. “Um grande feito na área educacional brasileira e que já repercute até mesmo em escolas de outros países, os quais buscam a modernidade e a conectividade de nossos sistemas”, afirma Bubacar Darame, estudante da Unilab e atual representante da Fundação Internationali Negotia no Ceará.

Categorias
Palavras-chave