Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Pesquisador da Unilab está entre os mais influentes do mundo

Data de publicação  12/11/2021, 16:09
Saltar para o conteúdo da postagem

Pesquisador e professor Cleiton dos Santos. Foto: acervo pessoal.

O professor e pesquisador José Cleiton dos Santos, da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), figura entre os 100 mil cientistas mais influentes do mundo na atualidade, de acordo com estudo recém-publicado pela editora holandesa Elsevier.

O estudo tem como base o SciVerse Scopus, banco de dados de resumos e citações de artigos para jornais e revistas acadêmicos da editora. O ranking se divide em duas listas: a primeira diz respeito ao impacto ao longo de toda a carreira dos pesquisadores; e a segunda lista, onde se encontra Cleiton dos Santos, é relativa aos cientistas que se destacaram em 2020.

José Cleiton Sousa dos Santos, que aparece no ranking como “dos Santos, José C. S.”, está lotado no Instituto de Energias e Desenvolvimento Sustentável (Ieds) e concentra suas pesquisas em processos biotecnológicos, aproveitamento de biomassa, sistemas enzimáticos aplicados à indústria, por exemplo, alimentos, fármacos e energia. Em 2020, o pesquisador havia sido considerado um dos mais influentes da atualidade pela revista científica Public Library of Science (Plos Biology).

O pesquisador e professor salientou que o trabalho não é individual, mas coletivo, envolvendo desde estudantes de graduação, técnicos de laboratório, professores, pesquisadores e colaboradores de outras instituições do Ceará e internacionais. “Eu fico muito feliz com esse reconhecimento internacional, porque mostra a qualidade do trabalho que a gente desenvolve junto à nossa universidade, que também é reconhecida pela qualidade internacional da pesquisa”, destacou.

Saiba mais sobre o pesquisador em seu memorial.

Sobre o estudo

O trabalho “August 2021 data-update for updated science-wide author databases of standardized citation indicators” [“Atualização de dados de agosto de 2021 para bancos de dados científicos de autores de indicadores padronizados de citação atualizados”, numa tradução livre], tem como autores os pesquisadores da Universidade de Stanford, Jeroen Baas, Kevin Boyack e John P.A. Ioannidis, e foi publicado no dia 19 de outubro.

De acordo com a apresentação do estudo, as métricas de citação são mal utilizadas e, por isso, os pesquisadores decidiram criar um banco de dados com cientistas de ponta, fornecendo informações padronizadas sobre citações, índice h, índice hm ajustado de coautoria, citações de artigos em diferentes posições de autoria e um indicador composto.

Assim, os dados incluem todos os cientistas que estão entre os 100 mil mais citados em todos os campos de acordo com o índice de citação composta (quando as autocitações são incluídas e/ou quando não são incluídas). Além disso, na atualização, a tabela também inclui cientistas que não estão entre os 100 mil melhores ranqueados de acordo com o índice composto, mas estão entre os 2% melhores cientistas de sua disciplina de subcampo principal, entre aqueles que publicaram pelo menos cinco artigos.

Categorias