Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Unilab contribui em estratégias da CPLP sobre Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Reuniões com ministros e pontos focais reúnem representantes dos vários países da comunidade

Data de publicação  19/01/2022, 16:46
Postagem Atualizada há 5 meses
Saltar para o conteúdo da postagem

Estando entre os Observadores Consultivos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) participou da IX Reunião de Ministros da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior da CPLP, realizada em formato híbrido no dia 19 de janeiro, em Luanda, capital de Angola, com o tema “A digitalização e a ciência nas sociedades pós-Covid 19: Desafios e Perspectivas”. O evento foi antecedido pela IX Reunião Técnica dos Pontos Focais da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, nos dias 17 e 18. Em ambos os eventos, a universidade foi representada por participação remota pela Pró-reitoria de Relações Institucionais e Internacionais: a pró-reitora, Artemisa Candé Monteiro; o gerente de Projetos Internacionais, Segone Cossa; e o assessor de Relações Públicas e Assuntos Internacionais, Robério Nery.

A reunião ministerial teve por objetivos reforçar a cooperação nessas áreas, mediante a avaliação do grau de implementação do Plano Estratégico de Cooperação Multilateral no Domínio da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior da CPLP para o período entre 2014 e 2020, e aprovar uma nova agenda política setorial para o próximo quinquênio, até 2026. Foram abordadas propostas de projetos e programas de cooperação multilateral nas áreas de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, além de destacada a cooperação da CPLP com organizações internacionais e com organizações da sociedade civil.

Na ocasião, a pró-reitora de Relações Institucionais e Internacionais, Artemisa Candé Monteiro, apresentou panorama atualizado da Unilab e das ações no âmbito do Projeto Rede de Instituições Públicas de Ensino Superior (Ripes), que atualmente está sob sua gestão.

A declaração final da reunião, documento que resume as discussões e encaminhamentos, expressa, entre muitos pontos, que os ministros da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior da CPLP resolvem “saudar o desenvolvimento de atividades no âmbito do Projeto Ripes – Rede de Instituições Públicas de Ensino Superior, implementado pela Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, em parceria com a Agência Brasileira de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores e com o Secretariado Executivo da CPLP” e “tomar boa nota da revisão do Projeto Ripes conducente à elaboração do plano de implementação para o biênio 2022-2023”.

(Fonte: youtube.com/canalcplp – Reprodução)

Proposto e coordenado pela Unilab, o projeto Ripes foi incluído no Plano Estratégico da CPLP 2014-2020 para contribuição principalmente ao Eixo Estratégico II – Mobilidade de Estudantes, Docentes, Investigadores e Cientistas Altamente Qualificados da CPLP. Reunindo atualmente 20 instituições, sua Fase II prevê, a partir de 2022, a atualização do portal Ripes, a edição de e-book acerca de desafios acadêmicos no contexto pandêmico e a implementação de um plano piloto de mobilidade acadêmica remota.

Além da Unilab, representaram o Brasil gestores(as) do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), Ministério da Educação (MEC), Agência Brasileira de Cooperação (ABC/MRE) e presidência da União de Físicos dos Países de Língua Portuguesa (UFPLP).

Com informações do portal da CPLP.
Fonte: Site Prointer

Categorias
Palavras-chave

CONTEÚDO RELACIONADO