Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Livro Biblioteca Náutica:  Experiências culturais e formativas afro-brasileiras nas comunidades da Baía de Todos os Santos será lançado dia 07/12, no campus dos Malês

Data de publicação  07/12/2023, 08:39
Postagem Atualizada há 4 meses
Saltar para o conteúdo da postagem

Nesta quinta-feira (07/12), às 16h, no auditório do campus dos Malês da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), acontece o lançamento do livro  “Biblioteca Náutica:  Experiências culturais e formativas afro brasileiras nas comunidades da Baía de Todos os Santos ” (editora Katlka), organizado pela docente da Unilab Cristiane Souza e por Joseana Costa, professora de educação básica em Cruz das Almas.

O livro é fruto do projeto de extensão “Biblioteca Náutica”, desenvolvido na Unilab desde 2016 junto ao grupo de pesquisa “Processos Sociais, Memórias e Narrativas África – Brasil – Nyemba e conta com artigos de egressas e egressos da Unilab.

Com a finalidade de gerar análises e reflexões acerca da cultura e das dinâmicas sociais existentes entre estudantes e agentes educacionais e culturais da Baía de Todos os Santos, esse projeto de extensão partiu da difusão do acesso à leitura, da contação de histórias e da disponibilização de livros e imagens ligadas à cultura e a histórias locais, afro-brasileiras e africanas, em comunidades da Baía de Todos os Santos.

A docente da Unilab Matilde Ribeiro escreveu o prefácio do livro, no qual aponta que a obra “resgata  uma linda construção teórica (e por que não dizer uma linda construção teórica (e por que não dizer  política) de um grandioso movimento de encontro de  política) de um grandioso movimento de encontro de  saberes populares e teóricos, todos vivenciados por  saberes populares e teóricos, todos vivenciados por  diversos corpos e vidas pulsantes: as/os estudantes, diversos corpos e vidas pulsantes: as/os estudantes,  as/os docentes, as/os profissionais de várias áreas de  atuação e conhecimento; e, as/os moradoras/es das  comunidades por onde o barco passou e aportou  (mulheres e homens adultos e crianças). Sendo as/os  estudantes e as/os moradoras/es das comunidades a  razão de ser do Projeto Biblioteca Náutica”.

Categorias
Palavras-chave

CONTEÚDO RELACIONADO