Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Criado o Curso de Medicina da Unilab com oferta de 43 vagas para o Ceará

Data de publicação  28/03/2024, 16:39
Postagem Atualizada há 3 semanas
Saltar para o conteúdo da postagem
Fonte: Diário do Nordeste

Nesta segunda-feira (25), Data Magna do Ceará – data que relembra a abolição da escravidão no Estado, realizado em 1883, no município de Redenção (antiga Vila do Acarape), na região do Maciço de Baturité/CE, a jovem Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) conquista mais um sonho, a autorização de instalação do curso de bacharelado em Medicina, mediante assinatura do Ato de Autorização do curso, realizado pelos representantes do Ministério da Educação (MEC) e da Unilab, efetivado pela publicação no Diário Oficial da União (DOU), na Portaria Seres/MEC nº 104/2024.

O evento ocorreu na Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres/MEC), em Brasília/DF, com a participação do reitor da Unilab, professor Roque Albuquerque e da diretora do Instituto de Ciências da Saúde (ICS/Unilab), professora Juliana Celestino; da presença do governador do Ceará, Elmano de Freitas, da secretária executiva do Ministério da Educação (MEC), Izolda Cela; da secretária da Seres, Marta Abramo, da secretária de Gestão da Informação, Inovação e Avaliação de Políticas Educacionais (Segape), Janaina Farias; da senadora Augusta Brito; dos deputados federais, Roberto Pessoa, Luiz Gastão e Naumi Amorim; do deputado estadual, Audic Mota; do prefeito de Baturité, Herberlh Mota; do reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), professor Wally Menezes e de vários representantes das secretarias do MEC (Vinícius Roda, chefe de Gabinete e Leo de Brito, chefe da Assessoria de Assuntos Parlamentares e Federativos) e demais autoridades.

Segundo o Reitor da Unilab, Roque Albuquerque, o curso de Medicina criado, a princípio com 43 vagas a serem ofertadas anualmente, será ofertado e mantido pela instituição, no campus fora de Sede, na Avenida Dom Bosco, s/nº, Centro, no município de Baturité, na região serrana do estado do Ceará, conforme credenciamento via Portaria Seres/MEC nº 103/2024

Quanto a compra imediata do antigo Instituto Nossa Senhora Auxiliadora (Insa), uma Comunidade Educativa que faz parte da Rede Salesiana de Escolas, localizado na Avenida Dom Bosco, 310, no centro de Baturité/CE, o Reitor Roque Albuquerque informou que foi acordado junto à Secretaria de Educação Superior (Sesu/MEC) e o MEC já adicionou ao Novo PAC Seleções.

A importância da conquista deste curso para a Unilab, agora compondo o rol das instituições de ensino superior (IES) que dispõe de um dos cursos mais procurados no Brasil, mostra que: “A Unilab também será “cobiçada”. Agora, nos sentimos mais importante. Estramos para o mundo da combinação das tecnologias na área de Medicina”, enfatizou o reitor Roque Albuquerque. Também, ressaltou o Reitor a importância e enganjamento dos docentes e gestores do Instituto de Ciências da Saúde (ICS) nesta importante conquista da Unilab, destacando que o curso de medicina foi um sonho sonhado coletivamente, a muitas mãos e vozes, daqueles que instalaram o projeto da Unilab e daqueles que seguem firmes na defesa do fortalecimento deste espaço educativo, tão importante para os Países que compõem a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), como também para o Estado do Ceará e para os Municípios que compõem a Região do Maciço do Baturité.

Quanto às novas tecnologias, o Reitor ressaltou que o curso de Medicina tem avanços e dará oportunidade para outros avanços na área médica. Como exemplo, a Unilab, juntamente com o IFCE, idealiza a criação de um curso de Tecnologia da Medicina, tipo Pós-Graduação ou ProfiTec (Programa de Formação Profissional Tecnológica), já discutido com o MEC.

Diante da construção do Hospital Regional do Maciço de Baturité, conforme anunciado pelo Governo do Ceará, o Reitor Roque Albuquerque enfatizou que a Unilab está em diálogos permanente com o governo do Estado para gestão compartilhada do equipamento. “Este curso nos lançou para dentro do Hospital. Na concepção que este hospital se tornará um Hospital Universitário. Que no futuro, esperamos que se torne um hospital federal universitário da Unilab, para trabalharmos com alta e média complexidade. Desejamos trazer uma grande contribuição na área das pesquisas e no avanço dos tratamentos médicos de alta complexidade. A Unilab vai atender à população do Maciço e outros municípios”.

“Esse curso não nasceu agora. É uma luta de 10 anos da equipe do Instituto de Ciências da Saúde (ICS). É uma luta cumulativa. Apesar de termos outras coisas importantes a buscar, como a ampliação do número de vagas” (Roque Albuquerque, reitor da Unilab)

Vagas

Na mesma ocasião, como explicou o reitor Roque Albuquerque, “esperávamos que fosse o dobro das vagas publicadas pelo MEC. Vamos trabalhar para dobrar as vagas, já que são ficaram apenas 43 vagas anuais, de acordo com o Ministério da Saúde. Era para ser pelo menos 70 vagas”. Sabemos que a temos condições de ter mais de 80 vagas anuais. Foi discutido com o MEC, de pronto, a ampliação do número de vagas. Haverá muita disputa. Mas, nós seguiremos as resoluções que regem a universidade. Fazendo com que as vagas sejam devidamente garantidas para uma universidade internacional e interiorizada”.

Sistema de seleção de estudantes

Na próxima semana será realizada uma reunião para o melhor processo de seleção dos novos estudantes para o curso de Medicina. Os setores envolvidos (Reitoria, Prograd, ICS e a Pró-reitoria de Relações Institucionais e Internacionais (Prointer) estão trabalhando para alinhar o processo seletivo. 

Sobre o seletivo, o Pró-reitor de Graduação (Prograd/Unilab), Thiago Moura, a Unilab vai executar o processo seletivo para Medicina com base na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e respeitando a nova Lei de Cotas, atualmente assim definidas: 55% ampla concorrência, 30% PSEI (Processo Seletivo de Estudantes Internacionais) e 15% ações afirmativas, conforme a Resolução nº 40/21 do Conselho Universitário da Unilab (Consuni).

Complementando, Thiago Moura informou que a universidade trabalha com o edital do Sistema de Seleção Utilizando os Resultados do Enem (Sisure) para seleções de candidatos fora do Sistema de Seleção Unificada (SISU). A Unilab apresenta uma distribuição das vagas diferente das demais IES com vagas destinadas para candidatos internacionais, através do PSEI.

“Iremos enfrentar desafios para o início do curso para o período de 2024.1, devido ao pouco tempo para o processo seletivo e a greve de servidores. Queremos o mais rápido possível apresentar o edital de seleção e tirar as principais dúvidas para os candidatos” (Thiago Moura, professor do ICS).

Diante da especial conquista, a referência é destaque quanto aos trabalhos realizados pela equipe do ICS/Unilab, onde a diretora e professora Juliana Jales, fez o agradecimento a todos os participantes e apresentou o histórico do processo na última reunião do Conselho Universitário da Unilab (Consuni).

A conquista

Para Juliana Jales, também professora do ICS, entende-se que a criação do curso de Medicina da Unilab é de extrema importância, uma vez que sabe-se que hoje há um grande déficit de profissionais médicos em praticamente todas as áreas de assistência na região e no Estado, como um todo, seja para compor as equipes de saúde da família, para atuar nos centros de especialidade, nas unidades de pronto atendimento e nos hospitais municipais e estaduais.

“O curso de medicina contribuirá fortemente para diminuir a carência de médicos nas regiões prioritárias para o SUS no Estado, a fim de reduzir as desigualdades regionais na área da saúde. Além disso, esse curso irá apoiar a formação de recursos humanos em saúde, em especial de médicos para os países africanos de língua portuguesa, os quais possuem ainda uma carência mais extrema de profissionais médicos. O ICS sempre acreditou e continuará acreditando no impacto que esse curso, ao se pensar em Educação e Saúde, poderá proporcionar para a vida de tantas pessoas” (Juliana Jales, Diretora do ICS/Unilab)

Aula inaugural

Quanto a seleção, o primeiro reitor eleito democraticamente da Unilab, Roque Albuquerque declarou sua intenção para que seja realizada com maior brevidade, com previsão de acontecer até a segunda quinzena de abril. “Queremos ter a aula inaugural no dia 27/05, com a presença do ministro da Educação, Camilo Santana e do Governador do Ceará, Elmano de Freitas, para a cerimônia do jaleco, na unidade da Unilab em Redenção/CE, concluiu o reitor da Unilab.

Ao final da entrevista o Reitor Roque Albuquerque agradeceu o apoio da Comunidade Acadêmica da Unilab, aos gestores acadêmicos e institucionais, ao Reitorado e a todos e todas que estiveram na construção do Curso de Medicina da Unilab. “Que é nosso! É do Maciço!  Em defesa de uma Universidade pública, gratuita, internacional, interiorizada e de qualidade socialmente referenciada”.

 

Categorias
Palavras-chave

CONTEÚDO RELACIONADO