Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

“Promovendo a integração de ideias, saberes e vidas” foi a abordagem de abertura da IX Semana Universitária e do VII Festival das Culturas da Unilab

Data de publicação  21/11/2023, 16:09
Postagem Atualizada há 4 meses
Saltar para o conteúdo da postagem

Na manhã desta terça-feira (21), teve início as diversas atividades da IX Semana Universitária da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), com o tema: “Ensino-pesquisa-extensão: somar ideias e integrar vidas”, direto do Auditório do Campus das Auroras, em Redenção/CE.

Para iniciar as atividades, a apresentação cultural da Banda Cabaçal e Pérolas do Índico, projeto com apoio da Coordenação de Arte e Cultura (Coac), vinculada à Pró-Reitoria de Extensão, Arte e Cultura (Proex), coordenada pelo servidor técnico-administrativo da Unilab e artista visual, Nixon Araújo.

Apresentação cultural da Banda Cabaçal e Pérolas do Índico

Para esta edição, esteve na mesa de honra: a convidada, Sandra Monteiro, secretária de Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Ceará (Secitece), a vice-reitora da Unilab, professora Cláudia Carioca, a pró-reitora de Extensão, Arte e Cultura (Proex), Kaline Girão, o pró-reitor de Graduação (Prograd), Thiago Moura e o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação (Proppg), Calos Henrique Pinheiro.

Após a abertura dos trabalhos realizada pela vice-reitora da Unilab, professora Cláudia Carioca, a professora do Instituto de Linguagens e Literaturas (ILL) e atual pró-reitora da Proex, Kaline Girão, declarou-se muito emocionada com a realização desta IX edição da Semana Universitária da Unilab, já que após dois anos de edições virtuais, retornamos aos trabalhos e apresentações presenciais. “É com muita alegria e entusiasmo de estar presencialmente. Sei que este tema: “somar ideias e integrar vidas”, além de integra saberes, estamos integrando vidas. A presencialidade ela otimiza a troca e a partilha de saber, não somente da comunidade acadêmica, dos convidados, mas também de toda a Região do Maciço de Baturité, no Ceará e dos países parceiros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)”. Kaline também esclareceu que a mesma abertura se dá para o Festival das Culturas, que este ano, será “uma festa dupla. É alegria dupla e entusiasmo infinito”, declarou Kaline Girão;

Kaline Girão, Pró-reitora da Proex/Unilab e Sandra Monteiro, secretária da Secitece

Como colaboração, o professor do Instituto de Ciências da Saúde (ICS) e atual pró-reitor da Prograd/Unilab, Thiago Moura, explicou este momento também é de celebrar muitos resultados de pesquisa, extensão e monitoria. “Não esperávamos que seria tão volumoso, como foi e está sendo. Uma surpresa para os organizadores. É um momento muito feliz para a universidade. Momento de valorizar o ensino superior, onde poucas instituições, escolas de ensino médio e profissionalizante estarão nos visitando, considerando a situação de evasão do ensino, essa falta de interesse de ingressar nas universidades. Que os visitantes sintam que este espaço é seu! Que possam se ver estudando e ver seu futuro aqui” (Thiago Moura – Prograd)

Com abrangência na Pesquisa e Pós-Graduação, o professor do Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA) e atual pró-reitor da Proppg, Carlos Henrique Pinheiro, destacou que a realização da Semuni é um momento de encontro. “das atividades acadêmicas, das atividades mais importantes daquilo que a universidade produz – Ensino, Pesquisa e Extensão, além da Graduação, da Pós-Graduação, a Inovação Tecnológica, o Empreendedorismo. Todas esses vertentes se encontram na Semana Universitária da Unilab”.

“Somos uma universidade com um potencial tão grande – mesmo tão jovem (13 anos). Temos só de apresentação de trabalhos mais de mil. Temos, nesta edição, aproximadamente mais de 150 atividade (palestras, oficinais, apresentações). Isso comprova que nossa universidade é pulsante. Mostra que a Unilab está presente, que produz, que valoriza a Ciência. Estamos cada vez mais inseridos nesse contexto”. (Carlos Henrique Pinheiro – Proppg)

Representando a Reitoria da Unilab, Cláudia Carioca, a vice-reitora e professora do ILL, agradeceu a presença da comunidade acadêmica #unilabiana, da convidada, das equipes das pró-reitorias, da comissão organizadora do evento, demais TAEs, dos docentes, terceirizados e gerentes do evento que trabalharam diuturnamente para realização do evento.

“Esse é evento que tem um estrelato. É um estrelato que não vemos porque está nos bastidores. A Unilab só tem 13 anos. Uma universidade tão jovem que promove uma Semana Universitária com esse quantitativo de trabalhos inscritos, é um fenômeno. Isso mostra a vivacidade, o potencial que esta universidade tem para o Ensino, Pesquisa e Extensão. Que serão mostrados no decorrer dos dias do evento”. (Cláudia Carioca, vice-reitora da Unilab)

A temática apresentada na Semana Nacional de Ciências e Tecnologia – edição de 2023: “Ciências Básicas para o Desenvolvimento Sustentável”, pela nutricionista e pós-doutora em Farmacologia, Sandra Mª Nunes Monteiro, atual secretária da Secitece, campado pela Unesco (2022-23), apresenta ações até 2030, no sentido do que se deseja alcançar para um Desenvolvimento Sustentável – desde a educação – caminhos que formam pessoas. 

Assista a palestra na íntegra no LINK.

Confira a Programação completa da Semuni e o novo cronograma com o Mapa com os Locais de Apresentações dos Encontros e Trabalhos (oral e apresentações de banners).

Encerramento

O encerramento dos eventos em conjunto (Semuni e Festival das Culturas) dar-se-á no dia 25 de novembro.

Festival das Culturas

Confira toda a Programação do Festival das Culturas (Ceará e Bahia)!

Dando início aos eventos culturais, a sétima edição do Festival das Culturas traz na sua programação para esta terça-feira (21):

Enquanto isso, no Campus dos Malês, na Bahia

No campus dos Malês, em São Francisco do Conde, na Bahia, na abertura da IX Semuni, pela manhã, houve a apresentação do minicurso: “Histórias do Monte Recôncavo: fazendo circular a memória das/os nossas/os heróis, os mais velhas/os”, a partir do trabalho da pedagoga e estudante do curso de licenciatura em Letras – Língua Portuguesa, Maricelia Conceição dos Santos, sob a orientação do docente, vinculado ao Instituto de Humanidades e Letras (IHL/Unilab), Carlos Guerola. Eles são autores do livro “Histórias do Monte Recôncavo”, que traz uma coletânea de histórias orais de anciões e anciãs, que compartilharam histórias, causos e vivências neste local, que é uma comunidade quilombola localizada no mesmo município do campus da Unilab, na Bahia.

Categorias
Palavras-chave

CONTEÚDO RELACIONADO